As múltiplas crises da Etiópia: Guerra, COVID-19, até gafanhotos

ANÚNCIO

A Etiópia dificilmente poderia suportar outra emergência, mesmo antes de um conflito mortal explodir em sua região de Tigray, no norte deste mês. 

Agora, dezenas de milhares de refugiados estão fugindo para o Sudão, e alimentos e combustível estão se esgotando desesperadamente na região isolada de Tigray, junto com suprimentos médicos e até recursos para combater um grande surto de gafanhotos.

ANÚNCIO

As Nações Unidas alertam sobre uma “crise humanitária em grande escala“. Aqui está o porquê: GUERRA.

As múltiplas crises da Etiópia: Guerra, COVID-19, até gafanhotos
Foto: (Reprodução/ Internet)

Ninguém sabe quantas pessoas foram mortas, incluindo civis, desde o início dos combates em 4 de novembro. Centenas de pessoas ficaram feridas. 

Veja também:  Fotos incríveis capturam a beleza de 37 países diferentes ao redor do mundo

ANÚNCIO

O governo federal da Etiópia e o governo regional fortemente armado de Tigray consideram-se ilegais após uma desavença quando o primeiro-ministro vencedor do Prêmio Nobel da Paz, Abiy Ahmed, afastou os líderes Tigray, que antes eram dominantes, em meio a profundas reformas políticas. 

Milhares de refugiados etíopes estão chegando ao Sudão diariamente, e a ONU diz que as autoridades estão sobrecarregadas.

O COVID-19 é um problema no país

As múltiplas crises da Etiópia: Guerra, COVID-19, até gafanhotos
Foto: (Reprodução/ Internet)

A Etiópia ultrapassou este mês 100.000 infecções confirmadas por coronavírus, enquanto as autoridades de saúde alertam que o segundo aumento de casos na África começou. 

Saiba mais: Surto de gafanhotos devastador da África Oriental atinge o Sudão do Sul

O conflito de Tigray ameaça uma disseminação mais rápida de COVID-19 na região à medida que as pessoas fogem de suas casas. Enquanto isso, a ONU diz que caminhões carregados com suprimentos médicos e outros estão presos em fronteiras fortemente protegidas. 

Os hospitais afirmam que até mesmo itens básicos como cobertores são necessários. Não há eletricidade na capital de Tigray, Mekele, uma cidade com cerca de meio milhão de habitantes, e a água está acabando.

Guerra, coronavírus e até gafanhotos são ameaças para a população da Etiópia

As múltiplas crises da Etiópia: Guerra, COVID-19, até gafanhotos
Foto: (Reprodução/ Internet)

O pior surto de gafanhotos em décadas atingiu a Etiópia e seus vizinhos, carregando bilhões de insetos vorazes. Eles estavam destruindo plantações e ameaçando a insegurança alimentar muito antes do combate. 

Fique por dentro: População local da Etiópia está buscando fugir dos conflitos civis presentes no país.

Os pesquisadores dizem que cerca de 80% dos residentes da região de Tigray são agricultores de subsistência, e esta época do ano já era de escassez, com a colheita do ano passado consumida.

Isso não é tudo, ainda há a fome

As múltiplas crises da Etiópia: Guerra, COVID-19, até gafanhotos
Foto: (Reprodução/ Internet)

Os alimentos não podem chegar à região de Tigray com cerca de 6 milhões de pessoas por causa das restrições de transporte impostas após o início dos combates. 

Autoridades humanitárias dizem que longas filas surgiram do lado de fora das padarias, os preços dispararam e os bancos distribuem apenas pequenas quantias em dinheiro. 

Leia também: As pessoas passam fome no Tigray, na Etiópia, à medida que o conflito avança

Nesta fase, simplesmente resta muito pouco, mesmo se você tiver dinheiro”, de acordo com a avaliação interna de um grupo humanitário

A ONU já reservou US $ 20 milhões para “ação antecipatória de combate à fome na Etiópia”.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO