Proibição de Trump da rede social Twitch mantida mesmo após deixar o cargo

ANÚNCIO

Os políticos estão cada vez mais se voltando para as plataformas de jogos como ferramentas potentes de mensagens digitais para atingir o público mais jovem. Mesmo com o ex-presidente Donald Trump deixando o cargo, sua proibição das plataformas de mídia social permanecerá.

Na quarta-feira, um alerta automático sobre banimentos de contas no Twitch incluiu um nome de conta um tanto surpreendente: “@DonaldTrump”.

ANÚNCIO

A surpresa veio porque Twitch já havia “suspendido indefinidamente” o canal Twitch oficial do ex-presidente em 7 de janeiro na sequência de seu discurso de 6 de janeiro incitando um motim sedicioso no Capitólio dos EUA.

Seguindo o alerta desta quarta-feira, Twitch confirmou ao Ars Technica que isso não foi por acaso: a conta de Trump foi de fato banida. O Twitch continua a chamar a proibição de “suspensão indefinida“, mas não ofereceu nenhum prazo para sua devolução ou medidas que seus titulares de contas (o próprio Trump ou quaisquer representantes) possam tomar para reverter a decisão.

O Trump terá sua contas novamente?

Proibição de Trump da rede social Twitch mantida mesmo após deixar o cargo
Foto: (Reprodução/ Internet).

As notícias de quarta-feira se alinham com uma afirmação de terça-feira pelo repórter DW News Dana Regev, que havia insinuado que Twitch esperava até depois da posse do presidente Joe Biden para fazer uma decisão mais firme sobre a proibição anterior.

ANÚNCIO

Twitch congelou a conta de Trump no dia seguinte ao motim do Capitol – mas a conta ainda estava ao vivo e os telespectadores podiam assistir suas transmissões anteriores, que eram em sua maioria retransmissões de seus discursos e comícios.

Leia também: Parler volta a ficar online com a ajuda de uma empresa de tecnologia russa

No caso de Trump, Twitch citou “o risco contínuo de mais incitamento à violência” como a principal razão para a proibição.

A declaração de hoje sugere fortemente que a postura de mudança de regras do Twitch está longe de terminar e que a empresa está claramente procurando fazer cumprir as regras, com base em declarações feitas fora dos streams de vídeo do Twitch.

Proibição de Trump da rede social Twitch mantida mesmo após deixar o cargo
Foto: (Reprodução/ Internet).

A conta @DonaldTrump, lançada em outubro de 2019, foi usada para transmitir ao vivo ou retransmitir discursos oficiais de Trump e eventos afiliados, em vez de hospedar os streams de vídeo habituais do serviço relacionados a jogos – tudo isso enquanto hospedava um canal de bate-papo para os seguidores da conta.

Leia também: As proibições de Trump no Twitter e no Facebook estão funcionando

Twitch há muito enfrenta problemas com a toxicidade do bate-papo, particularmente com muitos streamers que continuam a abraçar o meme “Sapo Pepe” sem denunciar a adoção do ícone pelos supremacistas brancos (um fato que levou seu criador original a processar aqueles que cooptaram a imagem sem seu consentimento).

A conta Twitch de Trump tinha estado em maus lençóis anteriormente devido às suas retransmissões de discursos violadores de regras. A última proibição temporária de seu canal, decretada em 29 de junho, aconteceu porque havia transmitido suas notórias declarações sobre o México “envia… estupradores” para os Estados Unidos.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: Forbes e Arstechnica

ANÚNCIO