Testes clínicos da vacina ‘universal’ contra a gripe que bloqueiam várias cepas mostram a promessa

ANÚNCIO

Embora a atual pandemia de COVID-19 tenha corretamente tomado precedência em nossas preocupações de saúde pública no momento, a gripe sazonal continua a ser associada a centenas de milhares de mortes em todo o mundo a cada ano. Agora, os cientistas acham que podem estar um passo mais perto de formular uma vacina universal contra a gripe.

Essa vacina ofereceria proteção duradoura contra uma ampla variedade de cepas de gripe, que podem sofrer mutações e evoluir para escapar do alcance das vacinas contra a gripe que temos hoje. Ter uma vacina como essa faria uma enorme diferença para a saúde pública, e muitas equipes de pesquisa estão procurando por uma.

ANÚNCIO

Esta nova solução acaba de concluir a primeira fase dos ensaios clínicos em humanos, concebidos para avaliar a sua segurança. Passou com louvor e, embora o tamanho da amostra tenha sido pequeno – apenas 65 pessoas – é um começo promissor para o que, esperançosamente, salvará vidas a longo prazo.

Testes clínicos da vacina 'universal' contra a gripe que bloqueiam várias cepas mostram a promessa
Foto: (Reprodução/ Internet).

penas duas ou três doses da vacina quimérica à base de hemaglutinina (HA) seriam suficientes para levar o sistema imunológico do corpo a desenvolver imunidade, dizem os pesquisadores, e não teria que ser reformulada a cada ano.

Saiba mais: Casos de pneumonia por conta da COVID-19 exigirão cuidados intensivos

ANÚNCIO

A vacina tem esse nome porque tem como alvo a proteína hemaglutinina que liga o vírus da gripe aos receptores da célula hospedeira no corpo. 

As vacinas contra a gripe geralmente estimulam o corpo a produzir anticorpos que têm como alvo o domínio da cabeça globular, ou ponta, da proteína. Nesse caso, porém, os pesquisadores miraram no domínio do caule mais abaixo, mais perto da casca do vírus.

Testes clínicos da vacina 'universal' contra a gripe que bloqueiam várias cepas mostram a promessa
Foto: (Reprodução/ Internet).

Embora o vírus da gripe seja normalmente capaz de usar um processo chamado deriva antigênica para contrariar a neutralização por meio da mutação da cabeça da proteína hemaglutinina, essa rota de escape não está disponível através da parte do caule. É uma meta fixa, em vez de uma mudança.

Fique por dentro: Um teste de olfato pode dizer se você precisa ser testado para COVID-19

Os participantes que receberam a dose desenvolveram fortes respostas imunológicas que duraram pelo menos 18 meses, o que é promissor. Como este é apenas um estudo de Fase 1, os voluntários não foram testados diretamente para proteção contra a gripe – o primeiro estágio trata apenas da segurança.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO