O derretimento do gelo revelou um acervo espetacular de antigos artefatos de caça na Noruega

ANÚNCIO

Arqueólogos descobriram um “tesouro” de artefatos enquanto outra grande mancha de gelo derrete nas montanhas norueguesas, revelando um total de 68 flechas e muitos outros itens de um antigo local de caça de renas.

As primeiras descobertas datam de 6.000 anos, de acordo com a datação por radiocarbono. Eles incluem ossos e chifres de rena, bem como gravetos assustadores usados ​​para conduzir os animais a locais onde eles poderiam ser caçados com mais facilidade.

ANÚNCIO

Achados como esse estão se tornando cada vez mais comuns à medida que as temperaturas globais aumentam – especialmente sob manchas estáticas de gelo, que não se movem e quebram objetos da mesma forma que as geleiras.

O derretimento do gelo revelou um acervo espetacular de antigos artefatos de caça na Noruega
Foto: (Reprodução/ Internet)

À medida que o futuro do planeta se torna mais incerto, mais de seu passado está sendo revelado.

Leia também: Até as partes mais profundas dos oceanos estão começando a aquecer lentamente

ANÚNCIO

As descobertas potenciais foram tão significativas que o grupo de pesquisadores manteve a localização do local – a mancha de gelo Langfonne nas montanhas Jotunheimen – um segredo por anos, até que todos os artefatos fossem recuperados.

Da idade da Pedra até o Medieval

O derretimento do gelo revelou um acervo espetacular de antigos artefatos de caça na Noruega
A mancha de gelo Langfonne. ((Conselho do condado de Innlandet)

As datas dos achados vão desde a Idade da Pedra até o período medieval, com diferentes padrões em diferentes períodos de tempo. A maioria das flechas são do Neolítico Superior (2400-1750 aC) e da Idade do Ferro (550-1050 CE).

Saiba mais: Encontraram no fundo de um lago da Lituânia um corpo de soldado medieval com suas armas

Ao tentar juntar um pouco da história da área a partir das descobertas, os pesquisadores tiveram que levar em consideração vários fatores diferentes: o movimento do gelo e da água derretida, o impacto dos ventos e da exposição, e assim por diante.

É provável que os elementos já tenham retirado a maior parte dos artefatos do local, de acordo com a equipe, enquanto outros itens ainda estão fixos no lugar – como os galhos assustadores que teriam levado as renas a um ponto a nordeste da mancha de gelo.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO