Quais são os riscos do espaço para a saúde? Cientistas acabam de revelar o maior estudo até agora

ANÚNCIO

O espaço é um lugar hostil. Podemos ter desenvolvido a tecnologia para lançar astronautas em órbita e levá-los para casa com segurança, mas os cientistas ainda estão descobrindo como as viagens espaciais afetam a saúde humana, especialmente a longo prazo.

Isso é essencial antes de qualquer missão planejada a Marte prosseguir, para garantir a saúde e a segurança dos astronautas a bordo desses voos importantes.

ANÚNCIO

Já sabemos de estudos de astronautas – talvez o mais famoso, o estudo dos gêmeos da NASA, coestrelado pelos gêmeos Scott e Mark Kelly – que o espaço-tempo estendido afeta o fluxo sanguíneo para o cérebro, altera o microbioma intestinal, aumenta a inflamação e causa visão turva, ossos quebradiços e perda de massa muscular.

imagem do artigo principal
Foto: (Reprodução/ Internet)

Estudos com ratos, simulando o vôo espacial também sugeriram que se dirigem para o espaço idades o sistema imunológico e danos no cérebro.

O esforço para entender é grande

Agora, em um enorme esforço coletivo, os cientistas publicaram um enorme tesouro de quase 30 artigos investigando os riscos à saúde associados às viagens espaciais.

ANÚNCIO

A coleção representa o maior conjunto de dados de biologia espacial já produzido e apresenta algumas análises pesadas de observações de moscas que vão ao espaço, vermes, ratos e, claro, astronautas.

A Cooperação Técnico-Militar entre Brasil e Rússia
Foto: (Reprodução/ Internet)

Alguns dos resultados reafirmam o que sabíamos sobre problemas de saúde relacionados ao espaço, enquanto outros estudos fornecem novos insights, esclarecem resultados anteriores ou encontraram maneiras de melhorar experiências futuras.

Quais são os perigos?

Quantas pessoas estão fora da Terra neste momento? – Espaço do Conhecimento UFMG
Foto: (Reprodução/ Internet)

Os perigos para a saúde das viagens espaciais começam com as forças G sentidas pelos astronautas na decolagem e continuam com a exposição à radiação espacial perigosa e microgravidade enquanto estão no espaço.

Saiba mais: Cientistas da NASA anunciam “descoberta inequívoca” de moléculas de água na lua

Na jornada traiçoeira a Marte, por exemplo, os astronautas irão muito além da magnetosfera protetora da Terra e serão expostos à radiação cósmica durante o período significativo de tempo que levará para se aventurarem ao nosso vizinho planetário mais próximo e retornar.

O que foi descoberto?

Se um astronauta mata outro no espaço, ele pode ser julgado? - MS Notícias
Foto: (Reprodução/ Internet)

Esses estudos são obviamente limitados pelo número muito pequeno de astronautas e animais que podemos enviar ao espaço – que é onde os vermes e as moscas entram. Usar essas criaturas é uma maneira fácil de expandir os experimentos de voos espaciais, por isso eles aparecem nos jornais, também.

Veja também: NASA anunciará uma ‘emocionante nova descoberta sobre a lua’ na segunda-feira

Um estudo de lombrigas no ISS encontrou mudanças sutis em cerca de 1.000 genes, particularmente aqueles relacionados à função das células nervosas, enquanto outro estudo, desta vez com moscas, sugeriu que uma longa permanência na microgravidade reduz a força de seus batimentos cardíacos.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO