Coronavírus: Índia – Disseminação coloca em quarentena 40.000 pessoas

As autoridades indianas no estado de Punjab, no norte, colocaram em quarentena cerca de 40.000 habitantes de 20 aldeias após um surto de Covid-19 ligado a apenas um homem.

O homem de 70 anos morreu de coronavírus – um fato descoberto somente após sua morte.

O homem, um pastor, ignorou os conselhos de quarentena após retornar de uma viagem à Itália e Alemanha, disseram autoridades à Arvind Chhabra, da BBC Punjabi.

A Índia tem 640 casos confirmados do vírus, dos quais 30 estão no Punjab.

No entanto, os especialistas temem que o número real de casos positivos possa ser muito maior. A Índia tem uma das mais baixas taxas de teste do mundo, embora estejam sendo feitos esforços para aumentar a capacidade.

ANÚNCIO

Teme-se que um surto no país de 1,3 bilhão de pessoas possa resultar em uma catástrofe.

O homem, identificado como Baldev Singh, havia visitado uma grande reunião para comemorar o festival sikh de Hola Mohalla, pouco antes de morrer.

O festival de seis dias atrai cerca de 10.000 pessoas todos os dias.

semana após sua morte, 19 de seus parentes deram positivo.

“Até agora, conseguimos rastrear 550 pessoas que entraram em contato direto com ele e o número está aumentando. Selamos 15 aldeias ao redor da área em que ele ficou”, disse um funcionário à BBC.

Outras cinco aldeias em um distrito adjacente também foram seladas.

Não é a primeira vez que a exposição resulta em quarentena em massa na Índia.

Em Bhilwara, uma cidade têxtil no estado de Rajasthan, no norte, teme-se que um grupo de médicos infectados por um paciente possa ter espalhado a doença para centenas de pessoas.

Sete mil pessoas nas aldeias vizinhas da cidade estão em quarentena.

A Índia também declarou um bloqueio de 21 dias, embora as pessoas sejam livres para comprar itens essenciais, como alimentos e medicamentos.

Fonte: BBC.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

ANÚNCIO