As chuvas e enchentes devastam o Paquistão, matando mais de 30 pessoas

ANÚNCIO

Fortes chuvas atingiram partes do Paquistão, incluindo a capital financeira Karachi, pela quinta noite consecutiva, trazendo mais enchentes para cidades e vilarejos e deixando pelo menos 36 mortos, disseram autoridades na sexta-feira. Equipes de resgate evacuaram pessoas de bairros inundados.

Cerca de 76 centímetros de chuva caíram em Karachi desde domingo, quando as chuvas das monções começaram a atingir a cidade, forçando as autoridades a usar barcos para evacuar as pessoas presas nas ruas inundadas.

ANÚNCIO

Leia também: Pessoas que sofrem de poliomielite selvagem refletem enquanto a África se prepara para ser declarada livre da doença

Vinte pessoas foram mortas em Karachi em incidentes relacionados à chuva e 16 outras morreram na província de Khyber Pakhtunkhwa, no noroeste, por causa de enchentes durante a noite, de acordo com funcionários do governo.

(AP Photo / Fareed Khan)

Linhas de energia cortadas causaram interrupções generalizadas de eletricidade, adicionando miséria às vidas de muitos dos 15 milhões de residentes da cidade.

Alguns trabalhadores permaneceram em seus escritórios e outros passaram a noite em áreas abertas porque não havia transporte para voltar para casa em muitas partes da cidade.

ANÚNCIO

Veja também: Tailândia promete intensificar ação contra sites “ilegais” online, no caso o Facebook

Centenas de veículos foram arrastados pelas ruas da cidade por fortes enchentes.

O Paquistão registrou mais nove mortes na sexta-feira por COVID-19, a doença causada pelo vírus.

(AP Photo / Fareed Khan)

Pelo menos oito pessoas morreram quando um muro caiu sobre elas em uma área residencial. Eles incluíam crianças, que estavam brincando na época.

Outras vítimas também foram relatadas em várias partes de Karachi nas últimas 24 horas, elevando o número de mortos em incidentes relacionados à chuva para mais de 40 nas últimas semanas.

Leia também: Aprenda a cuidar da sua pele em casa

Pelo menos 136 pessoas morreram em várias partes do Paquistão desde junho em incidentes relacionados à chuva e muitos residentes ficaram irritados com as autoridades por não os ajudarem.

(AP Photo / Fareed Khan)

As chuvas das monções estão atingindo o Paquistão em um momento em que as autoridades tentam conter a propagação do coronovírus, que causou mais de 6.283 mortes desde fevereiro, quando o país relatou seu primeiro caso.

Fique por dentro: Um grande incêndio químico expele gástóxico em Louisiana e causa a morte de três pessoas

Todos os anos, muitas cidades no Paquistão lutam para lidar com o dilúvio anual das monções, atraindo críticas sobre o planejamento deficiente. A temporada de monções vai de julho a setembro.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO