Manifestantes tentam abafar o discurso de Trump

ANÚNCIO

Centenas de manifestantes se reuniram em torno da Casa Branca para uma “demonstração barulhenta e festa de dança” na tentativa de abafar o discurso do presidente Donald Trump aceitando a indicação presidencial republicana.

E mais tarde, uma multidão envolveu o senador norte-americano Rand Paul, de Kentucky, quando ele deixou a convenção, gritando para ele dizer o nome da vítima do tiro policial Breonna Taylor , que foi morta em seu estado.

ANÚNCIO

Espero que você nos ouça, Trump”, gritou o líder da popular banda local TOB na noite de quinta-feira, perto do local do discurso de Trump. 

A banda tocou Go-Go music, uma variante distinta do funk, enquanto se movia na direção da Casa Branca, onde Trump fez seu discurso de aceitação para uma multidão de mais de 1.500 pessoas em South Lawn.

ANÚNCIO

Não houve indicação de que Trump ouviu os manifestantes, mas houve alguns pontos em que uma mistura de sirenes, música e buzinas pode ser ouvida ao fundo e os espectadores atrás se viraram para ver de onde vinham os sons.

Reconhecendo a pandemia do coronavírus , muitos manifestantes usaram máscaras, mas não houve distanciamento social.

Leia também: Trump ataca Biden e desafia a pandemia no palco da Casa Branca

“Faça barulho se quiser abafar Trump”, disse o organizador do protesto, Justin Johnson.

Após o término da convenção, houve escaramuças enquanto os manifestantes gritavam e jogavam garrafas de água na polícia na histórica Igreja de São João, perto da Black Lives Matter Plaza . Houve algumas prisões.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO