Reino Unido abre portas para cidadãos de Hong Kong

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse quarta-feira que o Reino Unido está pronto para abrir as portas a quase 3 milhões de cidadãos de Hong Kong quando o líder da cidade chegou a Pequim para reuniões sobre uma lei de segurança nacional planejada que tem muitos preocupados com seu futuro.

Johnson, em uma coluna publicada online por um jornal de Hong Kong, disse que a lei de segurança restringiria as liberdades em Hong Kong e entraria em conflito com as obrigações da China sob seu acordo com o Reino Unido de retomar a ex-colônia britânica em 1997.

Foto: (reprodução/internet)

“Muitas pessoas em Hong Kong temem que seu modo de vida – que a China prometeu defender – esteja ameaçado”, escreveu ele no South China Morning Post. “Se a China justificar seus medos, a Grã-Bretanha não poderá, em sã consciência, encolher os ombros e se afastar”.

A China chocou muitas das 7,5 milhões de pessoas de Hong Kong quando anunciou no início deste mês que promulgaria leis de segurança nacional para a cidade, o que garante um alto nível de autonomia fora dos assuntos estrangeiros e de defesa.

Foto: (reprodução/internet)

A líder de Hong Kong, Carrie Lam, que apoia a medida, chegou a Pequim na manhã da quarta-feira para reuniões com autoridades do governo central sobre as leis planejadas. A China pode promulgar as leis ainda este mês ou no final de agosto, disseram analistas.

ANÚNCIO

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: Time.

ANÚNCIO