AstraZeneca entregará dados de testes de vacinas até o final do ano

ANÚNCIO

A AstraZeneca espera mostrar que sua vacina COVID-19 é eficaz até o final deste ano e está aumentando a fabricação para fornecer centenas de milhões de doses em janeiro, disse o presidente-executivo Pascal Soriot na quinta-feira.

A farmacêutica anglo-sueca está trabalhando com a Universidade de Oxford para desenvolver uma das vacinas COVID-19 mais observadas, que está em fase final de testes nos EUA, Grã-Bretanha e outros países para determinar sua segurança e eficácia. 

ANÚNCIO

Assim que esses resultados forem relatados, os reguladores terão que aprovar a vacina para uso generalizado.

AstraZeneca entregará dados de testes de vacinas até o final do ano
Foto: (Representação/ Internet).

Governos e autoridades de saúde pública aguardam ansiosamente o desenvolvimento de uma vacina em busca de uma forma de combater a pandemia de COVID-19 sem as restrições à vida empresarial e social que castigam a economia mundial. 

Fique por dentro: É seguro ficar em hotéis durante a pandemia?

ANÚNCIO

As taxas de infecção estão aumentando em muitos países em meio a uma segunda onda do vírus que matou mais de 1,2 milhão de pessoas em todo o mundo.

Os comentários de Soriot vieram enquanto a AstraZeneca divulgava resultados mostrando que a receita do terceiro trimestre aumentou 3%, já que a pandemia reduziu novos diagnósticos de câncer e procedimentos eletivos, reduzindo a demanda por seus produtos.

AstraZeneca e Oxford se comprometeram a fornecer sua vacina COVID-19 sem fins lucrativos durante a pandemia. 

AstraZeneca entregará dados de testes de vacinas até o final do ano
Foto: (Representação/ Internet).

A AstraZeneca continuará a fornecer a vacina aos países em desenvolvimento sem lucro após a pandemia ser controlada, e os países ricos pagarão um “custo relativamente baixo”, disse Ruud Dobber, presidente da unidade da empresa nos Estados Unidos, à Associated Press.

Saiba mais:  Biden jura não fazer ‘falsas promessas’ sobre pandemia

O atraso no desenvolvimento da vacina se deve em parte à queda nos casos de COVID-19 no início deste ano, que desacelerou o progresso dos testes em humanos que dependem de indivíduos expostos à doença naturalmente, disse Soriot na quinta-feira.

AstraZeneca entregará dados de testes de vacinas até o final do ano
Foto: (Representação/ Internet).

Além disso, a empresa está adiando a produção de frascos prontos para uso médico da vacina para garantir que ela tenha a vida útil mais longa possível após receber a aprovação regulatória. 

Saiba mais: Em plena pandemia do Coronavírus. Você sabe o que é uma pandemia?

A AstraZeneca está construindo estoques congelados do componente ativo da vacina, que será transformado na vacina injetável assim que os dados clínicos forem divulgados.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO