OMS informa que especialistas irão à China para descobrir a origem da COVID-19

ANÚNCIO

Especialistas da Organização Mundial da Saúde devem viajaram para a China para investigar as origens do coronavírus.

Pressões internacionais

A porta-voz da OMS, Margaret Harris, disse que a “missão de escopo” começará as bases para uma ampla investigação internacional que a Austrália e outras nações têm pressionado.

ANÚNCIO

“Uma missão de escopo na China está marcada para o ideal neste fim de semana, mas a logística precisa garantir que possamos organizá-la, mas teremos um especialista em saúde animal e um epidemiologista”, disse Harris.

“Haverá também o trabalho sobre a investigação mais ampla na qual a Austrália liderou a solicitação, que também continuará”.

Sobre a investigação

Harris disse que a equipe da OMS investigará como os animais hospedam o COVID-19 e como ele é transferido para os seres humanos.

ANÚNCIO

Autoridades da OMS dizem que é vital entender como o vírus passou de animais selvagens para os animais de criação e depois para os seres humanos.

A Austrália pediu repetidamente uma investigação internacional sobre as origens do coronavírus que irrompeu na província de Wuhan, na China, no final do ano passado.

Mas Pequim recuou, o que levou a uma grande fenda diplomática com a Austrália.

Transparência

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, informou que as descobertas da equipe serão divulgadas publicamente.

“A OMS continuará a comunicar os mais recentes avanços científicos à mídia e ao público em geral, como os temos”.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO