‘Nós não cometemos erros’, disse Trump imediatamente antes de cometer um erro

ANÚNCIO

É difícil encontrar alguém que não diga que os primeiros dois primeiros meses de Donald Trump na Casa Branca tenham sido um desastre.

Suas duas proibições de viagens foram derrubadas por diferentes tribunais federais, sua promessa de campanha foi retirada por causa de divergências internas de seu partido e os índices de aprovação são os mais baixos da história das pesquisas durante o “período de lua de mel” presidencial.

ANÚNCIO

Mas Trump nunca reconheceu derrota; algo que ele se gabou durante uma reunião com representantes da polícia.

“É sempre ao vivo para mim, você sabe que infelizmente outros caras fazem um discurso e ninguém se importa, mas para mim tudo é vivo”, disse ele em uma reunião.

Foto: (reprodução/internet)

“Um erro e não é bom, mas simplesmente não podemos cometer erros, certo? Portanto, não cometemos erros.”

ANÚNCIO

E então, literalmente, dois segundos depois, comete um erro embaraçoso.

“Vá em frente, Ken”, disse Trump, virando-se para o homem sentado ao lado dele.

O problema é que o nome dessa pessoa é Chuck, que não deixou esse erro passar despercebido.

debacle

“Sou Chuck Canterbury, presidente nacional (da) Ordem Fraterna de Polícia da Carolina do Sul.”

Curiosamente, a transcrição da Casa Branca omite a palavra “Ken” da conversa.

E na defesa de Trump, o verdadeiro nome de Canterbury é Kenneth, embora ele não atenda a esse apelido.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO