Foguetes atingem campo de petróleo chinês no Iraque em ameaça aberta

ANÚNCIO

Dois foguetes atingiram perto de uma instalação de petróleo chinesa ao sul de Bagdá sem causar vítimas, disseram autoridades iraquianas, o segundo ataque a atingir interesses energéticos no país este mês.

Retaliação

Um comunicado do exército iraquiano disse que os foguetes atingiram perto de uma “companhia chinesa” na área de Nahrawan, a sudeste de Bagdá, sem dar detalhes. Autoridades de segurança iraquianas disseram que os foguetes causaram danos menores.

ANÚNCIO

A ZhenHua da China, subsidiária da fabricante de armas Norinco, trabalha nos campos de petróleo próximos a Bagdá Oriental desde maio de 2018, sob um contrato de desenvolvimento de 25 anos com o Ministério do Petróleo. As autoridades não disseram se essa era a empresa alvo.

Foto: (reprodução/internet)

Um oficial de segurança disse que os foguetes foram lançados por grupos de milícias como uma ameaça após uma proposta de negócios fracassada. Os funcionários falaram sob condição de anonimato, porque não estavam autorizados a falar com a mídia.

Reincidência estratégica

O Iraque depende das receitas das exportações de petróleo para financiar 90% de seu orçamento.

ANÚNCIO

Em 6 de abril, pelo menos três foguetes atingiram o local de uma empresa americana de serviços de campo de petróleo na província de Basra, no sul do país.

Os foguetes estavam mirando Halliburton na área de Burjesia e não causaram danos, segundo os militares iraquianos.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO