Voluntários incansáveis e a marinha do Sri Lanka acabam de salvar 120 baleias do encalhe

ANÚNCIO

A marinha do Sri Lanka e os voluntários resgataram 120 baleias-piloto encalhadas na maior praia do país, mas pelo menos dois animais feridos foram encontrados mortos, disseram as autoridades.

Marinheiros da marinha e da guarda costeira, juntamente com voluntários locais, empurraram de volta pelo menos 120 baleias na madrugada de terça-feira após um resgate exaustivo durante a noite, disse o porta-voz da marinha Indika de Silva.

ANÚNCIO

As baleias chegaram à costa de Panadura, 25 quilômetros (15 milhas) ao sul de Colombo, desde a tarde de segunda-feira no maior encalhe em massa de baleias já visto na ilha.

Voluntários incansáveis e a marinha do Sri Lanka acabam de salvar 120 baleias do encalhe
(Akila Jayawardana/NurPhoto/NurPhoto via AFP)

As autoridades locais se prepararam para mortes em massa, como visto na Tasmânia em Setembro, quando cerca de 470 baleias-piloto ficaram presas e apenas cerca de 110 delas puderam ser salvas após dias de esforços de resgate.

A Autoridade de Proteção Ambiental Marinha do Sri Lanka (MEPA) confirmou que Panadura viu o maior grupo de baleias encalhado no país do sul da Ásia.

ANÚNCIO

Leia também:  Autoridades investigam mortes em massa de animais marinhos na costa da Rússia

As baleias-piloto – que podem crescer até seis metros (20 pés) de comprimento e pesar uma tonelada – são altamente sociais.

As causas dos encalhes em massa permanecem desconhecidas, apesar dos cientistas estudarem o fenômeno por décadas.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte:  ScienceAlert

ANÚNCIO