O que fazer quando recebermos a vacina contra a COVID-19?

ANÚNCIO

Até agora, mais de 5,1 milhões de pessoas em 22 países receberam uma dose de uma das várias vacinas COVID-19 sancionadas independentemente pelas autoridades nacionais.

Pondo de lado a administração antecipada de suas próprias vacinas pela China e Rússia, alcançar um alcance tão amplo em apenas algumas semanas em tantos países é um sinal encorajador do que pode ser alcançado nos próximos meses.

ANÚNCIO

Infelizmente, o Brasil ainda está com probleminhas para fazer com que a vacinação aconteça, porém alguns estados segue a todo vapor para poder garantir a vacinação de seus moradores, o exemplo disso é São Paulo, a maior capital metropolitana da América Latina.

O que fazer quando recebermos a vacina contra a COVID-19?
Foto: (Reprodução/ Internet)

Embora seja tentador pensar nisso como o fim da pior pandemia que a humanidade viu em gerações, a vacinação é um esporte de equipe. E esse relógio ainda está correndo, pessoal. Aqui está a estratégia de vitória para a próxima metade do jogo.

Ainda não tomei vacina. O que devo esperar?

Como acontece com qualquer vacina, estimular o sistema imunológico do corpo traz consigo o risco de  efeitos colaterais indesejados. No mínimo, é provável que inclua sensibilidade no local da injeção, que é pior um dia ou mais após a vacinação.

ANÚNCIO

Leia também: Apoiadores interrompem testes brasileiros de vacina chinesa

Seu corpo também apresentará uma reação febril bastante fraca, como se você estivesse ficando doente. Isso pode incluir dores nas articulações, dor de cabeça e letargia.

O que fazer quando recebermos a vacina contra a COVID-19?
Foto: (Reprodução/ Internet)

Embora você possa se sentir quente, a temperatura real não está nos cartões – se seu termômetro subir até o nível máximo, você pode ter alguma outra infecção. Nenhum desses sintomas deve durar mais de uma semana. Em ambos os casos, esses efeitos colaterais podem justificar uma conversa com seu médico de família.

Veja também: Por que as vacinas foram feitas tão rapidamente?

Em vários casos, descobriu-se que a vacina Pfizer-BioNTech produz uma resposta anafilática em indivíduos que apresentam sensibilidades aos materiais da vacina. Parece uma reação extremamente rara, mas vale a pena ter em mente.

Se você está preocupado com alergias ou quaisquer efeitos colaterais, seu médico de família pode resolver essas preocupações para você também.

Eu tomei minha primeira das duas doses da vacina Pfizer. Há alguma chance de eu ser imune ao COVID-19 agora?

O que fazer quando recebermos a vacina contra a COVID-19?
Foto: (Reprodução/ Internet)

Há sim. Mas isso pode não significar o que você acha que significa. A evidência clínica dos ensaios da vacina Pfizer-BioNTech sugeriu que havia um forte grau de proteção  contra COVID-19 cerca de 10 dias após a primeira das duas doses, igualando cerca de 52%.

Fique por dentro: Como os cientistas sabem que as vacinas aprovadas para COVID-19 são seguras

Os números são baseados em uma  comparação de casos COVID-19  entre mais de 44.000 voluntários no início no ano passado (2020). No total, 82 voluntários apresentaram sintomas de COVID-19 após receberem uma única injeção de placebo, em comparação com 39 que receberam uma única dose da vacina.

Embora bem abaixo dos 92% fornecidos por duas doses, ainda é uma aposta sólida, certo?

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO