Trump é chamado de “bandido de poltrona” por apresentadores

Stephen Colbert, Seth Meyers e Jimmy Kimmel falaram sobre a hipocrisia do presidente.

Foto: (reprodução/internet)

Os comediantes do programa televisivo de fim de noite, Late Night, criticaram na terça-feira a retórica do presidente Donald Trump, denunciando os protestos que se espalharam por todo o país após George Floyd ter sido assassinado por um policial em Minneapolis, na semana passada.

Eles chamaram o presidente de “bandido de poltrona” e um aspirante a líder autoritário por enviar as forças armadas em manifestações pacíficas em Washington e ameaçar fazer o mesmo em estados que não reprimissem os protestos.

Todos ficaram incrédulos com a maneira que as autoridades federais usaram gás lacrimogêneo na segunda-feira contra manifestantes pacíficos da Igreja Episcopal de St. John, perto da Casa Branca, para que Trump pudesse posar com uma Bíblia.

Trump sustentou a Bíblia “como um aluno da quarta série que esqueceu o programa e contou até o último minuto”, disse Meyers, apresentador do “Late Night”. “Você pode dizer que ele é um homem de fé da maneira como segura a Bíblia como se a estivesse vendendo na QVC, acrescentou.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: huffpostbrasil.

ANÚNCIO