Rebeldes do ELN na Colômbia pedem cessar-fogo por causa do coronavírus

O grupo rebelde de esquerda do Exército de Libertação Nacional (ELN) da Colômbia declarou um cessar-fogo unilateral por um mês a partir de 1º de abril.

Os rebeldes disseram que o cessar-fogo foi um “gesto humanitário” em meio à pandemia do coronavírus.

Mais de 700 pessoas testaram positivo para o vírus no país andino e 10 morreram.

O grupo rebelde disse que também está aberto a reviver as negociações de paz suspensas com o governo.

De acordo com comunicado o grupo declara um cessar-fogo ativo e unilateral por um mês, de 1 a 30 de abril, em um gesto humanitário do ELN com o povo colombiano, que está sofrendo devastação por causa do coronavírus.

ANÚNCIO

Fonte: BBC.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

ANÚNCIO