Programa Mundial de Alimentos da ONU ganha Prêmio Nobel da Paz

ANÚNCIO

O Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas ganhou o Prêmio Nobel da Paz na sexta-feira por seus esforços para combater a fome em regiões de conflito e privação ao redor do globo.

Desde o lançamento aéreo de alimentos no Sudão do Sul até a criação de um serviço de entrega de emergência para manter o fluxo de ajuda apesar das restrições de viagens do coronavírus, a organização com sede em Roma há muito se especializou em obter assistência para alguns dos lugares mais perigosos e precários do mundo.

ANÚNCIO

Prestou assistência a quase 100 milhões de pessoas em 88 países no ano passado.

Nesta foto de arquivo de 21 de setembro de 2018, homens entregam ajuda do Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU em Aslam, Hajjah, Iêmen. O Programa Mundial de Alimentos na sexta-feira, 9 de outubro de 2020, ganhou o Prêmio Nobel da Paz de 2020 por seus esforços para combater a fome e a insegurança alimentar em todo o mundo. (Foto AP / Hammadi Issa, Arquivo).

“Com o prêmio deste ano, o (comitê) deseja voltar os olhos do mundo para os milhões de pessoas que sofrem ou enfrentam a ameaça da fome”, disse Berit Reiss-Andersen, presidente do Comitê Norueguês do Nobel, anunciando o prêmio em Oslo. 

Leia também: 2 cientistas ganham prêmio Nobel de química por ferramenta de edição de genes

O Programa Mundial de Alimentos desempenha um papel fundamental na cooperação multilateral para fazer da segurança alimentar um instrumento de paz.”

ANÚNCIO

O chefe da organização disse que toda a sua equipe mereceu o prêmio.

Veja também: A poetisa americana Louise Glück ganha prêmio Nobel de literatura

O Comitê do Nobel disse que o problema da fome voltou a se agravar nos últimos anos, principalmente por causa da pandemia do coronavírus, que se soma às dificuldades já enfrentadas por milhões de pessoas em todo o mundo.

(Foto AP / Hammadi Issa, Arquivo).

Em 2019, 135 milhões de pessoas sofreram de fome aguda, o maior número em muitos anos”, disse o documento. “A maior parte do aumento foi causada pela guerra e conflitos armados. A pandemia de coronavírus contribuiu para um forte aumento no número de vítimas da fome no mundo”.

Fique por dentro: 3 cientistas ganham prêmio Nobel de física por pesquisa sobre buracos negros

No total, o programa estima que 690 milhões de pessoas sofrem de alguma forma de fome no mundo hoje.

O Comitê do Nobel pediu aos governos que garantam que o PMA e outras organizações de ajuda recebam o apoio financeiro necessário para alimentar milhões em países como Iêmen, Congo, Nigéria, Sudão do Sul e Burkina Faso.

(Foto AP / Hammadi Issa, Arquivo).

Na segunda-feira, o Comitê Nobel concedeu o prêmio de fisiologia e medicina pela descoberta do vírus da hepatite C, que destrói o fígado

Veja também: O que o histórico Prêmio Nobel de 2020 realmente significa para as mulheres na ciência?

O prêmio de Física de terça-feira homenageou avanços na compreensão dos mistérios dos buracos negros cósmicos, e o prêmio de química na quarta-feira foi para cientistas por trás de uma ferramenta poderosa de edição de genes

O prêmio de literatura foi concedido à poetisa americana Louise Glück na quinta-feira por seu trabalho “franco e intransigente”.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO