Policiais sul-africanos atiram maçãs em suspeitos de roubar frutas

ANÚNCIO
  • A má conduta de quem deveria garantir o bem estar social

Um grupo de policiais sul-africanos está sob investigação depois de terem sido filmados atirando maçãs em um grupo de suspeitos de roubar frutas.

A quadrilha de quatro policiais gargalhavam e ridicularizavam enquanto passeavam com as maçãs diante dos quatro detentos, que haviam alinhados de frente para uma encosta rochosa em Theewaterskloof, na província de Western Cape, segundo o veículo de notícias AP.

ANÚNCIO

Muitos dos tiros dos policiais acertaram em cheio, com as frutas batendo com força na cabeça, nas costas e nas nádegas dos detidos, enquanto eles tentavam ficar parados e enfrentar o castigo cruel e incomum.

  • Quando tudo veio à tona

As imagens virais, postadas no Facebook por Kevi Van Wyk com a simples legenda “Isto é o que os policiais de Villiersdorp fazem quando capturam pessoas”, levaram a uma rápida resposta do município, que condenou a ação da polícia.

“Considero essa conduta desumana e uma violação grave da segurança e dignidade das vítimas”, disse a prefeita local Christelle Vosloo.

ANÚNCIO

“Estou arrasada que as vítimas tenham sofrido esse trauma e acredito que seus direitos constitucionais de não serem expostos a abusos psicológicos, emocionais e físicos foram violados.”

“Vou garantir uma investigação imediata sobre o incidente.”

  • Mais acusações

Van Wyk, entretanto, afirma que a mulher que lhe deu o vídeo tem outra mostrando um ato ainda pior de brutalidade. Ele também diz que tem o nome da maioria dos policiais envolvidos.

“É errado roubar maçãs”, disse ele ao Times Live, “mas acho que não é esse o jeito de lidar com isso”.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO