Polícia de Hong Kong prende o magnata da mídia pró-democracia Jimmy Lai

ANÚNCIO

A polícia de Hong Kong prendeu um proeminente ativista pró-democracia e magnata do jornal Jimmy Lai na manhã de segunda-feira sob a acusação de conluio com forças estrangeiras, um crime sob a nova Lei de Segurança Nacional.

No final da manhã, mais de 100 policiais invadiram os escritórios da Lai’s Next Media, editora do jornal Apple Daily. A polícia afirmou estar a exercer um mandado expedido por um magistrado.

ANÚNCIO

A Lei de Segurança Nacional foi elaborada em Pequim e inserida na miniconstituição de Hong Kong, com efeito imediato a partir de 1º de julho, o 23º aniversário do retorno do território do domínio colonial britânico à soberania chinesa.

Hong Kong foi designada como Região Administrativa Especial da China e, de acordo com um acordo de 1984 entre o Reino Unido e a China, deve gozar de um alto grau de autonomia até 2047.

ANÚNCIO

Os críticos da operação disseram que a polícia não divulgou o conteúdo do mandado e que os policiais haviam excedido os termos declarados pelo superintendente sênior do departamento de segurança nacional Steve Li, que disse a repórteres que a força não faria buscas no departamento editorial ou interferiria no materiais jornalísticos.

No entanto, o vídeo transmitido ao vivo mostrou policiais vasculhando o conteúdo das mesas dos jornalistas do Apple Daily.

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is

Fonte: Variety

ANÚNCIO