Parceria com a Oracle não acaba com a dor de cabeça do aplicativo chinês TikTok nos EUA

ANÚNCIO

Parece haver alguma luz no fim do túnel para TikTok nos EUA

Bem, tipo isso. A controladora do aplicativo, ByteDance, chegou no domingo a um acordo preliminar com a Oracle com o objetivo de abordar as questões Pde privacidade do governo Trump, TikTok, embora não envolva uma venda direta.

ANÚNCIO

Sob o acordo, muitos detalhes dos quais ainda são ambíguos, a Oracle serviria como “fornecedora de tecnologia” da TikTok e estabeleceria uma nova sede nos Estados Unidos para a empresa.

Os negócios com a Microsoft, uma parceria cancelada?

Foto: (Reprodução/ Internet).

A Microsoft, que tinha sido vista como a principal candidata na corrida de lances da TikTok, anunciou que sua oferta para as operações do aplicativo nos EUA foi rejeitada.

A administração Trump está agora analisando a proposta de acordo TikTok-Oracle conforme o prazo de venda da TikTok em 20 de setembro se aproxima.

ANÚNCIO

Fique por dentro: Veja como é calculado o Score do CPF e descubra como aumentar

Por causa do estágio inicial do negócio e da postura em constante mudança de Trump sobre como lidar com o aplicativo de compartilhamento de vídeo extremamente popular, ainda não é um dado TikTok será capaz de evitar ter seu alcance nos EUA diminuído nas próximas semanas.

Mas mesmo que o TikTok possa contornar a ameaça de banimento de Trump, à la Oracle, as dores de cabeça do ByteDance estão longe do fim.

Por um lado, basta pensar nos confrontos governamentais da TikTok no exterior, onde enfrentou mão mais pesada do que rivais gigantes sociais americanos como o Facebook em um dos campos de batalha mais cobiçados do Vale do Silício para o crescimento do usuário.

O TikTok ainda está proibido na Índia, onde contava com 270 milhões de usuários antes de ser fechado no final de junho.

TikTok
Foto: (Reprodução/ Internet).

E em meio à atual tensão política entre os governos indiano e chinês, muitos consideram improvável que um grupo de investidores na Índia tenha em breve como objetivo resgatar o aplicativo lá.

Em segundo lugar, o que aconteceu com a TikTok nos EUA neste verão estabelece um precedente de que, pelo menos sob a administração de Trump, a sorte da empresa pode mudar aparentemente por capricho.

Qual é o medo do governo estadunidense? 

Lembra daquela sexta-feira quando Trump disse que estava banindo o TikTok, enfurecendo seus conselheiros, que naquele mesmo dia recomendaram que obrigassem a ByteDance a vender as operações da TikTok nos Estados Unidos para um proprietário americano?

Trump Says TikTok and Oracle Are 'Close to a Deal'
Foto: (Reprodução/ Internet).

Esse tipo de instabilidade parece algo que pode tornar o TikTok radioativo para os executivos de alto nível: Basta olhar para o que aconteceu com Kevin Mayer. Este tipo de radioatividade percebida pode persistir enquanto Trump permanecer no cargo.

Leia também: Grupo Indígena brasileiro comemora seis meses sem COVID-19 na Aldeia

Por último, a onda de imitações do TikTok está crescendo. Os Reels do Instagram foram lançados globalmente em agosto, enquanto os “Shorts” do YouTube foram lançados em beta na Índia no início desta semana.

E embora o TikTok ainda tenha mantido um forte crescimento de download recentemente, dados de pesquisa recentes da empresa de mídia Team Whistle sugerem que o Reels fará com que alguns usuários passem mais tempo no Instagram, o que pode prejudicar a trajetória de crescimento do TikTok.

Trump Administration 'Looking At' Banning TikTok - Parentology
Foto: (Reprodução/ Internet).

Nenhum desses problemas são soluções rápidas, e isso pode ajudar a explicar por que a corrida de lances (que incluiu os pretendentes Triller e Walmart) para a TikTok nos EUA diminuiu tanto.

Leia também: “Isso não pode ser um acidente”, diz o detetive da Polícia Federal em incêndios no Pantanal no Brasil

Envolver-se no negócio de mídia social é difícil, puro e simples. Não faz muito tempo que o ex-chefe da Disney Bob Iger se indignou ao comprar o Twitter devido à “maldade” da plataforma.

Supondo que eles não mudem de curso, talvez a Microsoft e outros licitantes rejeitados ou desinteressados ​​da TikTok também se sintam melhor por não entrar na ação da TikTok nos próximos anos, pois alguns de seus problemas continuam a crescer como uma bola de neve.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: Variety

ANÚNCIO