Os físicos criaram um relógio extremamente preciso que mantém o tempo usando o emaranhamento

ANÚNCIO

Nada marca o tempo como o coração de um átomo batendo. Mas mesmo o tique-taque nítido de um núcleo vibrante é limitado pelas incertezas impostas pelas leis da mecânica quântica.

Vários anos atrás, pesquisadores do MIT e da Universidade de Belgrado, na Sérvia, propuseram que o emaranhamento quântico poderia empurrar os relógios para além desta fronteira imprecisa.

ANÚNCIO

Agora, temos uma prova de conceito na forma de um experimento. Os físicos conectaram uma nuvem de átomos de itérbio-171 com fluxos de fótons refletidos de uma sala de espelhos ao redor e mediram o tempo de seus minúsculos movimentos.

Os físicos criaram um relógio extremamente preciso que mantém o tempo usando o emaranhamento
Foto: (Reprodução/ Internet)

Seus resultados mostram que o emaranhamento de átomos dessa maneira pode acelerar o processo de medição do tempo dos relógios nucleares atômicos, tornando-os mais precisos do que nunca. Em princípio, um relógio baseado nesta nova abordagem perderia apenas 100 milissegundos desde o início dos tempos.

Fique por dentro: Cientistas medem o menor período de tempo de todos: zeptosegundos

ANÚNCIO

Semelhante a outros relógios de última geração baseados nos núcleos dos átomos de césio e tório, o tempo nesse tipo de configuração é dividido pelas oscilações em um núcleo de itérbio depois que ele absorve uma energia de luz específica.

Uma vez que o núcleo do itérbio pode ser feito para zumbir a uma taxa 100.000 vezes mais rápida do que o núcleo de um átomo de césio, ele é um mecanismo de cronometragem muito mais preciso.

Os físicos criaram um relógio extremamente preciso que mantém o tempo usando o emaranhamento
Foto: (Reprodução/ Internet)

Mas chega um ponto em que a física quântica diz que é impossível dizer exatamente onde as oscilações de um átomo começam e param. Este Limite Quântico Padrão (SQL) atua como um borrão no pêndulo atômico; você pode ter um relógio mais rápido, mas de que adianta se você nem consegue medi-lo?

Leia também: Os físicos criam ondas de luz óptica invertidas no tempo girando a cabeça primeiro

Sem uma maneira de superar esse obstáculo, realmente não importa se trocamos um conjunto de núcleos atômicos por um tipo mais preciso – sua confusão quântica estabelece um limite rígido para a precisão dos relógios atômicos.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO