Os EUA podem ter 1 milhão de casos diários de vírus até o final do ano, revela o relatório

ANÚNCIO

Em março, quando os hospitais da cidade de Nova York estavam se recuperando de uma onda esmagadora de casos de coronavírus, os Estados Unidos estavam apenas tendo um vislumbre da crise maior que viria.

O maior número de casos já registrado em um dia nesta primavera foi de cerca de 35.000, embora muitos não tenham sido contados. Agora, os EUA registraram uma média de mais de 112.000 casos diários nos últimos sete dias. Os casos atingiram um pico histórico de mais de 132.000 na sexta-feira.

ANÚNCIO

Na segunda-feira, os EUA ultrapassaram o total de 10 milhões de casos – apenas 10 dias depois que os casos chegaram a 9 milhões. Antes disso, demorava duas semanas para que os casos passassem de 8 milhões para 9 milhões e três semanas para que os casos saltassem de 7 milhões para 8 milhões.

Os EUA podem ter 1 milhão de casos diários de vírus até o final do ano, revela o relatório
Foto: (Reprodução/ Internet)

A taxa semanal de positividade do país – a proporção de testes de coronavírus que dão positivo – atingiu 9%. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, disse que a taxa idealmente deveria ficar abaixo de 3%. 

Leia também: Em apenas 24 horas, os EUA registraram mais de 200.000 novos casos COVID-19

ANÚNCIO

Apenas seis estados e Washington, DC, atualmente atendem a esse limite. Metade dos estados tem taxas de positividade de teste na casa dos dois dígitos. A taxa de Dakota do Sul é a mais alta, em torno de 54%.

Os especialistas prevêem que essa onda de outono-inverno será a maior, e talvez a mais mortal, até agora. 

Os EUA podem ter 1 milhão de casos diários de vírus até o final do ano, revela o relatório
Foto: (Reprodução/ Internet)

Na verdade, o segundo aumento que o país experimentou durante o verão, de junho a agosto, resultou em quase 4,2 milhões de casos. Desde setembro, os EUA já registraram cerca de 4 milhões a mais.

Fique por dentro: À medida que o vírus aumenta, a Europa fica com poucos leitos de UTI

De acordo com uma previsão recente da Pantheon Macroeconomics, os EUA podem estar a caminho de registrar 1 milhão de casos diários de coronavírus até o final de 2020 se os casos médios continuarem a crescer 34% de semana a semana, como estão atualmente.

Os EUA estão ‘prestes a entrar no inferno COVID’

Os EUA podem ter 1 milhão de casos diários de vírus até o final do ano, revela o relatório
Foto: (Reprodução/ Internet)

Outros modelos oferecem estimativas mais conservadoras, embora ainda preocupantes.

O Instituto de Avaliação e Métricas de Saúde da Universidade de Washington, por exemplo, prevê que os casos diários podem atingir um pico de quase 306.000 em 31 de dezembro. (O instituto define os casos diários como todas as infecções em um determinado dia, não apenas os novos casos identificados por meio de testes).

Leia também: A Pfizer diz que a vacina COVID-19 parece 90% eficaz

Se os estados continuarem a flexibilizar as restrições, o modelo sugere que a onda de outono-inverno pode ser ainda pior, atingindo um pico de quase 793.000 casos diários em 23 de janeiro. O modelo do instituto prevê que mais 160.000 pessoas nos EUA podem morrer de coronavírus a partir de agora até 1º de fevereiro.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO