Estudo testando um anticorpo COVID-19 apresenta resultados inesperados

ANÚNCIO

Pela segunda vez, um estudo que testa uma droga experimental de anticorpo para COVID-19 foi interrompido para investigar um possível problema de segurança em pacientes hospitalizados.

A Regeneron Pharmaceuticals Inc. disse na sexta-feira que monitores independentes recomendaram suspender a inscrição dos pacientes mais gravemente enfermos – aqueles que precisam de tratamento intenso com oxigênio ou máquinas de respiração – por causa de um potencial problema de segurança e equilíbrio desfavorável de riscos e benefícios.

ANÚNCIO

O estudo pode continuar testando a combinação de dois anticorpos em pacientes hospitalizados que precisam de pouco ou nenhum oxigênio extra, disseram os monitores. 

Estudo testando um anticorpo COVID-19 apresenta resultados inesperados
Foto: (Reprodução/ Internet)

Outros estudos em pessoas moderadamente doentes também estão em andamento.

Os anticorpos são proteínas que o corpo produz quando ocorre uma infecção; eles se ligam a um vírus e o ajudam a ser eliminado. 

ANÚNCIO

Mas pode levar várias semanas para que os mais eficazes se formem. 

Estudo testando um anticorpo COVID-19 apresenta resultados inesperados
Foto: (Reprodução/ Internet)

As drogas experimentais visam ajudar imediatamente, fornecendo versões concentradas de um ou dois anticorpos que funcionaram melhor contra o coronavírus em testes de laboratório e animais.

Os médicos já sabem que o momento certo pode ser importante quando se trata de tratamentos com COVID-19. 

Estudo testando um anticorpo COVID-19 apresenta resultados inesperados
Foto: (Reprodução/ Internet)

Estudos sugerem que a dexametasona e outros esteróides podem reduzir o risco de morte quando administrados a pacientes muito doentes para reprimir um sistema imunológico hiperativo, mas podem ser prejudiciais para aqueles que estão apenas ligeiramente doentes.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte:  APNews

ANÚNCIO