O mundo não está cumprindo as metas de biodiversidade, segundo relatório da ONU

ANÚNCIO

Um esforço global de uma década para salvar as espécies em extinção da Terra e os ecossistemas em declínio tropeçou, com habitats frágeis como recifes de coral e florestas tropicais em mais problemas do que nunca, disseram os pesquisadores em um relatório na terça-feira.

Em 2010, mais de 150 países concordaram com as metas de proteção da natureza, mas o novo scorecard das Nações Unidas descobriu que o mundo falhou em cumprir 20 metas diferentes para proteger espécies e ecossistemas.

ANÚNCIO

Seis dessas 20 metas foram “parcialmente alcançadas” e as demais não.

Nesta foto de 6 de setembro de 2017 fornecida pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), peixes nadam em um recife em Pearl e Hermes Atoll nas ilhas do noroeste do Havaí. Um esforço de uma década feito pelo mundo para salvar as espécies que estão desaparecendo e os ecossistemas em declínio fracassou em grande parte até agora, com ecossistemas frágeis como recifes de coral e florestas tropicais com mais problemas do que nunca, de acordo com um relatório de biodiversidade das Nações Unidas divulgado na terça-feira, 15 de setembro de 2020. (Jacob Asher / NOAA via AP).

Se isto fosse uma escola e estes fossem testes, o mundo seria reprovado, disse Elizabeth Maruma Mrema, secretária executiva da Convenção da ONU sobre Diversidade Biológica, que divulgou o relatório.

O relatório foi originalmente programado para ser lançado em uma conferência da ONU para definir metas de biodiversidade para a próxima década, mas o evento em Kunming, China, foi adiado para o próximo ano devido à pandemia.

ANÚNCIO

Na semana passada, o World Wide Fund for Nature divulgou uma nova pesquisa detalhando como as populações monitoradas de mamíferos, pássaros, anfíbios, répteis e peixes diminuíram, em média, 68%, entre 1970 e 2016.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO