O astronauta dá uma entrevista brutalmente honesta e explica o quanto ele odeia o espaço

ANÚNCIO

Para muitos, a ideia de voar alto acima da Terra e no espaço sideral é um sonho que eles nunca, jamais, viverão para realizar.

No entanto, para Frank Borman, um ex-astronauta de 92 anos que foi ao espaço na primeira missão à Lua com a Apollo 8, em dezembro de 1968, é tudo menos isso.

ANÚNCIO

Em uma entrevista extremamente franca para o This American Life em 2018, ele disse que nunca se interessou muito por viagens espaciais e estava simplesmente ansioso para vencer os russos na Guerra Fria.

Frank Borman em dezembro de 1968

Nas declarações de Frank Borman é possível perceber os motivos da sua participação nesta aventura espacial:

Eu estava lá porque era a Guerra Fria. Eu queria participar dessa aventura americana de derrotar os soviéticos. Mas essa é a única coisa que me motivou. Derrotar os  russos.”

Ele continuou a explicar como não tinha absolutamente nenhum interesse pelo espaço, exemplificado por seus comentários sobre a sensação de leveza.

ANÚNCIO
[Foi interessante] talvez pelos primeiros 30 segundos. Então foi aceito.”

Ele também não se comoveu com a aparência da Lua:

“Devastação. Crateras de meteoros. Sem cor, apenas diferentes tons de cinza.”

Para ele, a única parte de toda a experiência que achou de interesse foi simplesmente olhar para a Terra e vê-la acima da Lua.

Frank Borman exhibit featured in Oshkosh | Travel | leadertelegram.com
Frank Borman atualmente.
As coisas mais preciosas da vida estavam na Terra – minha família, minha esposa, meus pais. Para mim, esse foi o ponto alto da fuga, do ponto de vista emocional.”

Para finalizar, ao chegar em casa, ele nem falou sobre a experiência com sua esposa ou família, que também parecia um tanto indiferente a toda essa coisa de ‘espaço’.

A última coisa em minha mente era falar sobre como era a lua. Ninguém perguntou!”

Borman ainda teve outra chance de ir para o espaço e andar na Lua com outra missão, no entanto, ele se aposentou da NASA e recusou.

EAA opens exhibit on Frank Borman, commander of Apollo 8
Frank Borman atualmente.
Ele também raramente pensa nas missões atualmente, já que está mais interessado em cuidar de sua esposa que tem Alzheimer, relata a IFL Science.

Em um comentário final sobre todo o caso, ele foi direto em sua avaliação:

Provavelmente sou [a pior pessoa que já foi à Lua].”

Não poderia concordar mais, Frank!

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: Indy100

ANÚNCIO