Esqueleto neandertal é encontrado pela primeira vez em uma década!

Pesquisadores deram detalhes dos primeiros restos “articulados” de um neandertal a serem descobertos no decorrer de uma década.

Um esqueleto articulado é aquele em que os ossos ainda estão dispostos em suas posições originais.

O novo espécime foi descoberto na caverna Shanidar, no Iraque, e consiste na parte superior do tronco e no crânio esmagado de um adulto de meia-idade a mais velho.

As escavações em Shanidar nos anos 50 e 60 revelaram restos parciais de 10 homens, mulheres e crianças neandertais.

Durante essas escavações anteriores, os arqueólogos descobriram que alguns dos enterros estavam agrupados, com aglomerados de pólen ao redor de um dos esqueletos.

ANÚNCIO

De acordo com o pesquisador  que liderou as investigações originais Ralph Solecki, da Columbia University, em Nova York, o fator do pólen eram evidências de que os neandertais haviam enterrado seus mortos com flores.

Este “enterro de flores” capturou a imaginação do público e deu início a uma controvérsia de décadas.

A interpretação floral sugeria que nossos parentes evolucionários eram capazes de sofisticação cultural, desafiando a visão – predominante na época – de que os neandertais eram pouco inteligentes e animalescos.

Antes do espécime mais recente descoberto no Iraque, os últimos restos articulados dos neandertais foram desenterrados em Sima de las Palomas em 2006/7 e na Cova Forada em 2010.

Emma Pomeroy, da Universidade de Cambridge, disse que o novo esqueleto – chamado Shanidar Z – é mais substancial e mais articulado do que os achados anteriores.

O Dr. Pomeroy é o principal autor de um artigo no jornal Antiquity descrevendo a descoberta e fazia parte da equipe de escavação que trabalha na caverna no Curdistão iraquiano.

“Muita pesquisa sobre como os neandertais trataram seus mortos deve envolver o retorno a descobertas de 60 ou mesmo cem anos atrás, quando as técnicas arqueológicas eram mais limitadas e isso só leva você até agora”, disse o Dr. Pomeroy.

Fontes: BBC, pnas, El Mundo, Cambridge University.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

ANÚNCIO