Museu militar é interditado por expor explosivos da Primeira Guerra ainda ativos

ANÚNCIO

A Força de Defesa Australiana invadiu um antigo museu militar em Wollongong, ao sul de Sydney, esta tarde, depois que explosivos que estavam em exibição há décadas ainda estavam ativos.

Bombas poderiam explodir a qualquer momento

Vários explosivos – incluindo granadas e um lançador de foguetes – foram apreendidos no Museu Militar de Breakwater Battery em Port Kembla.

ANÚNCIO

Os oficiais licenciados de Lago Illawarra fizeram a surpreendente descoberta às 8h30 e imediatamente convocaram o Esquadrão de Bombas e a ADF.

Port Kembla projects receive second boost – Port Kembla 2505
Foto:(reprodução/internet)
Foto:(reprodução/internet)

Foi rapidamente confirmado que os itens poderiam explodir e a área foi isolada.

Artefatos guardados a quase 30 anos, além de outros que possivelmente são roubados

Acredita-se que as armas estavam guardadas no museu desde 1994 e datam da Primeira Guerra Mundial.

ANÚNCIO

Depois de três horas, eles foram retirados do prédio pela ADF para serem examinados e detonados.

Active grenades, rocket launcher seized from NSW military museum
Foto:(reprodução/internet)

Enquanto dentro do museu, a ADF também descobriu uma série de itens militares possivelmente roubados.

Foto:(reprodução/internet)

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news

ANÚNCIO