O mundo cinematográfico está em crise, muitas empresas pedem socorro neste momento pandêmico

ANÚNCIO

O caminho para a recuperação do setor de cinemas tem sido difícil.

O suposto catalisador cinematográfico da era COVID, “Tenet” teve um desempenho inferior a maioria dos cinemas nos dois maiores mercados domésticos de cinema, permanece fechada e os grandes filmes ainda estão sendo adiados ou contornando completamente os cinemas.

ANÚNCIO

Portanto, o anúncio dos cinemas AMC na terça-feira de que poderia ficar sem dinheiro até o final do ano ou início de 2021 não foi muito chocante.

Coronavirus Placeholder COVID19 Variety
Foto: (Reprodução/ Internet).

Esse anúncio certamente não foi recebido com entusiasmo pelos executivos do estúdio. Mas também tem implicações para outras empresas que se beneficiam do sucesso dos cinemas e provavelmente são menos consideradas nesta conversa: os anunciantes.

Leia também: O Festival de Cinema de Veneza deste ano é assustadoramente silencioso, mas o show tem que continuar

Se mais cinemas fechassem, isso significaria menos oportunidades para as marcas veicularem campanhas nas telas dos cinemas que mantêm estoque seguro para a marca e atingir um público cativo antes do início dos filmes.

ANÚNCIO

É por isso que os gastos com anúncios de cinema devem encolher 51% em 2020, de acordo com a agência de mídia Zenith.

Cinema
Foto: (Reprodução/ Internet).

A publicidade no cinema pode não ser uma grande despesa para muitas empresas, embora seu valor não deva ser subestimado em um momento em que o conteúdo inflamado nas plataformas digitais floresce.

Veja também: Terminator: fatos dos bastidores do Dark Fate que você talvez não saiba

Um estudo recente da organização política apartidária German Marshall Fund descobriu que os usuários agora se envolvem com meios de comunicação no Facebook que publicam informações incorretas regularmente mais do que em 2016, por exemplo.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: INDEPENDENT

ANÚNCIO