Mulher morre durante uma caminhada nas montanhas da Califórnia durante uma onda de calor extrema

ANÚNCIO

Uma mulher morreu durante uma caminhada durante uma onda de calor extrema na Califórnia em temperaturas acima de 43.3 graus Celsius, de acordo com relatórios.

A mulher de 41 anos, cujo nome não foi divulgado, estava fazendo uma caminhada com um amigo nas montanhas de Santa Monica no sábado quando adoeceu.

ANÚNCIO

Ela estava no Tapia Park, no Parque Estadual de Malibu Creek, quando morreu, disse o tenente Greg Evans, do posto do xerife de Malibu-Lost Hills, ao KABC.

Foto: (Reprodução/ Internet).

Os dois estavam voltando para o carro quando a mulher desmaiou e sua amiga chamou paramédicos.

.
Os paramédicos do Corpo de Bombeiros do Condado de Los Angeles realizaram RCP na mulher por cerca de 20 ou 30 minutos quando eles chegaram ao local, disse o vice-xerife do condado de Los Angeles, Morgan Arteaga.

No entanto, eles não conseguiram reanimá-la e ela foi declarada morta por volta das 14h.

ANÚNCIO

Fique por dentro: Notícias do Coronavirus: Cientistas afirmam ter encontrado o primeiro paciente reinfectado com Covid-19

O legista ainda não forneceu uma causa oficial da morte, mas Arteaga disse que a morte provavelmente foi relacionada ao calor e conectada a “algum tipo de causa natural”.

Leia também: Mulheres formam ‘cadeias de solidariedade’ na Bielorrússia para protestar contra resultado eleitoral contestado

O Malibu Search Rescue incitou continuamente os residentes a não fazerem caminhadas no fim de semana no Twitter, dizendo que o calor “não é brincadeira”.

E o clima? Saiba mais sobre as temperaturas fortes dos EUA…

Impressionante Calor nos Estados Unidos | Asia comentada
Foto: (Reprodução/ Internet).

De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, as temperaturas na área em torno da época da morte da mulher eram de mais de 110 graus.

A intensa onda de calor, que cobriu grande parte do oeste dos Estados Unidos, forçou apagões generalizados pela primeira vez em uma década e provocou incêndios florestais que ameaçaram milhares de residências.

Veja também: Coronavírus: O que está acontecendo com as admissões nas universidades do exterior?

Mais de 80 milhões de pessoas foram colocadas sob alertas de calor na sexta-feira, estendendo-se da parte central dos EUA por toda a Costa Oeste.

A crise climática está causando um aumento nas temperaturas extremas no estado e em todos os EUA, de acordo com especialistas.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte:  INDEPENDENT

ANÚNCIO