Mulher da Flórida que esfaqueou o pai fatalmente aparece com sorrisos em julgamento

ANÚNCIO

Uma mulher da Flórida sorriu para os membros da família no tribunal na quinta-feira antes de ser sentenciada a 30 anos de prisão por esfaquear fatalmente seu pai 69 vezes.

Amber Maltese se declarou culpada de assassinato em segundo grau em um tribunal no Condado de Brevard pelo hediondo assassinato de seu pai, Alfred Megathlin, em fevereiro de 2015, em seu condomínio em Melbourne, de acordo com WESH.

ANÚNCIO

A filha, que estava recebendo tratamento de saúde mental antes do assassinato, usou flechas, uma faca e uma moldura para realizar o ataque mortal ao pai de 60 anos, informou a polícia.

Após a facada fatal de 2015, a Maltese, vestindo apenas roupas íntimas, pulou em um carro e bateu intencionalmente em um carro da polícia – levando a uma perseguição em alta velocidade.

Ela acabou se rendendo, saindo do carro sem estacioná-lo.

ANÚNCIO

Maltese havia acabado de ser libertado de um estabelecimento para tratamento de saúde mental no dia em que matou o pai, relatou o WESH, citando registros do tribunal.

Fonte: NY Post.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

 

ANÚNCIO