Mudança Climática: Novas regras podem significar o fim da ‘cultura descartável’

Novas regras podem significar a morte de uma cultura “descartável” na qual os produtos são comprados, usados ​​brevemente e depois descartados.

Os regulamentos serão aplicados a uma variedade de itens do dia a dia, como telefones celulares, eletrônicos, baterias, peças e embalagens.

Eles garantirão que os produtos sejam projetados e fabricados para que durem – e, portanto, podem ser reparados se derem errado.

Isso significa que o telefone dura mais e é mais fácil de consertar.

Isso pode ser especialmente verdade se o monitor ou a bateria precisarem ser trocados.

ANÚNCIO

Faz parte de um movimento mundial chamado Direito à Reparação, que gerou oficinas de reparo de cidadãos em várias cidades do Reino Unido.

O plano está sendo apresentado pela Comissão Europeia. É provável que também crie padrões para o Reino Unido – mesmo após o Brexit.

Isso porque provavelmente não valerá a pena os fabricantes fabricarem modelos de menor qualidade que só podem ser vendidos na Grã-Bretanha.

Proposta “ambiciosa”

Tudo faz parte do que um grupo verde está chamando de proposta mais ambiciosa e abrangente já apresentada para reduzir o impacto ambiental e climático das coisas que usamos e vestimos.

As propostas visam tornar os produtos ecológicos à norma. Isso pode significar que os fabricantes usem parafusos para prender as peças no lugar, em vez de cola.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

Fonte: BBC.

ANÚNCIO