Morre de COVID-19 morador de asilo de luxo

ANÚNCIO

Um residente idoso em uma asilo ao norte de Melbourne morreu após testar positivo para o COVID-19.

Momento de tristeza para amigos, parentes e cuidadores

Arcare Craigieburn confirmou ontem que o homem faleceu após o diagnóstico positivo.

ANÚNCIO

“Ele fará falta à equipe que cuidou dele e dos moradores que o conheciam como amigo”, disse o CEO da Arcare, Colin Singh.

“Nossa simpatia se manifesta com sua família e amigos neste momento. A comunidade Arcare está mais preocupada que, apesar de todas as medidas apropriadas, tenhamos perdido um de nossos residentes por essa terrível doença”.

“Esta é uma situação muito angustiante e eu gostaria de agradecer à nossa equipe que trabalhou e continua trabalhando incansavelmente e coloca sua própria saúde e segurança em risco para cuidar de nossos residentes vulneráveis ​​durante toda essa pandemia”.

ANÚNCIO

Singh disse que a instalação continuará fazendo “tudo” para proteger a saúde e a segurança dos moradores e funcionários.

Foto: (reprodução/internet)

Sobe o número de casos nas casas de repouso

A morte ocorre quando a unidade confirmou que teve 26 casos de COVID-19 em sua residência em Craigieburn em 22 de julho, incluindo 18 residentes, seis trabalhadores e dois profissionais de saúde aliados, com três residentes hospitalizados.

Os residentes estão se isolando em seus quartos desde 12 de julho, quando o profissional de saúde testou positivo. Outros testes de vírus nas instalações já foram realizados.

Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, o número de mortos em Victoria no COVID-19 é de 42, enquanto surtos em casa de cuidados com idosos no estado continuam a aparecer com casos de vírus.

Atualmente, existem 51 casos vinculados às Casas de São Basílio para idosos em Fawkner, contra 13 do dia anterior. É o maior surto em uma casa de repouso para idosos vitoriana.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO