Indústria de peles enfrenta futuro incerto devido à Covid

ANÚNCIO

A indústria de peles da Europa está de volta aos holofotes após o abate em massa de milhões de visons na Dinamarca, após um surto de coronavírus em fazendas no país.

No início deste mês, a primeira-ministra Mette Frederiksen anunciou que todos os visons seriam massacrados. 

ANÚNCIO

A Dinamarca é o maior produtor de visons do mundo, cultivando até 17 milhões de animais, e a Covid já varreu um quarto de suas 1.000 fazendas de visons.

Indústria de peles enfrenta futuro incerto devido à Covid
Foto: (Reprodução/ Internet)

Autoridades dizem que esse “reservatório” da doença representa um risco significativo para a saúde humana, e temem que mutações detectadas em cepas do vírus relacionadas ao vison possam comprometer uma futura vacina.

Mas imagens de valas comuns de visons e fazendeiros em lágrimas foram seguidas de protestos depois que o governo admitiu que sua ordem não tinha base legal. 

ANÚNCIO

Leia também: Cristais enormes e “impossíveis” na Dinamarca foram finalmente explicados pelos cientistas

O ministro da Agricultura já renunciou. No sábado, centenas de tratores dirigiram-se ao centro de Copenhague para protestar contra o manejo da crise. Também houve protestos nas cidades de Aalborg e Aarhus.

A proposta de proibição da criação de visons até 2022 agora tem apoio parlamentar, mas as negociações sobre a compensação estão se arrastando.

Indústria de peles enfrenta futuro incerto devido à Covid
Roupas de peles na passarela de Pequim: a Ásia já responde por 35-40% das vendas de peles. (Reprodução/ Internet)

As autoridades dizem que todos os 288 rebanhos infectados foram mortos e abateram aproximadamente 10 milhões de animais. Acredita-se que a maioria dos visons remanescentes em fazendas onde nenhuma infecção foi detectada também foi morta. 

Em pouco tempo, a indústria de peles da Dinamarca quase foi exterminada. Cerca de 6.000 empregos estão em risco.

Fique por dentro: Coronavírus: Dinamarca reabrirá comercio à medida que afrouxa o isolamento

As peles de vison custavam mais de mil reais cada, mas a bolha estourou e as peles no ano passado renderam apenas um terço disso.  A China é de longe o maior importador de peles, mas também é um grande produtor.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: BBC News Science

ANÚNCIO