Guerra na Síria: mais de 50 combatentes da crítica mortos em ‘ataques russos’

ANÚNCIO

Mais de 50 combatentes da oposição síria foram mortos por um ataque aéreo em um campo de treinamento em Idlib.

Foi o ataque mais mortal às forças apoiadas pela Turquia na região desde que uma trégua foi acordada há oito meses.

ANÚNCIO

Najji Mustafa, porta-voz das forças de oposição, disse que dezenas foram mortos no que eles acreditavam ser um ataque aéreo russo a um campo de treinamento da facção Faylaq al-Sham, um dos maiores grupos armados apoiados pela Turquia.

Guerra na Síria: mais de 50 combatentes da crítica mortos em 'ataques russos'
 Foto: (Reprodução/ Internet)

No entanto, combatentes apoiados pela Turquia em Idlib deram um número maior, dizendo que cerca de 80 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas.

Os líderes do campo estavam aparentemente entre os mortos, assim como pelo menos um “ativista da mídia” disse um comandante, que advertiu que uma “guerra estava chegando”.

ANÚNCIO

Leia também: Radiação elevada encontrada perto de locais de faturamento hidráulico nos Estados Unidos preocupa os especialistas em saúde pública

O alto número de mortes causadas pelo ataque gerou preocupações de que poderia terminar um cessar-fogo instável nominalmente em vigor desde março.  

No início de março, a Turquia e a Rússia negociaram uma trégua para deter a ofensiva do governo apoiado pela Rússia em Idlib, um dos últimos enclaves mantidos pela oposição na Síria.

Guerra na Síria: mais de 50 combatentes da crítica mortos em 'ataques russos'
Najji Mustafa. Foto: (Reprodução/ Internet)

O ataque desalojou quase um milhão de pessoas de suas casas em uma das piores crises humanitárias dos nove anos da guerra civil.

Nas negociações, a Rússia garantiu o direito de enviar equipes de observação no enclave rebelde para monitorar o cessar-fogo.

Veja também: Autoridades investigam mortes em massa de animais marinhos na costa da Rússia

Na semana passada, as tropas turcas evacuaram uma de suas maiores bases militares na área, que foi cercada por tropas do governo sírio por meses.

Guerra na Síria: mais de 50 combatentes da crítica mortos em 'ataques russos'
Presidente russo, Putin. Foto: (Reprodução/ Internet)

Combatentes da oposição síria disseram que isso fazia parte da redistribuição de suas forças pela Turquia no encrave cada vez menor.

Saiba mais: Fenômeno de escurecimento das florestas árticas vinculadas ao legado da cidade mais poluída da Rússia

A trégua de março se manteve em grande parte, apesar dos bombardeios intermitentes na área de ambos os lados. Na relativa calma, pelo menos 200.000 civis voltaram para suas casas.

Mas analistas temem que o alto número de mortos no ataque aéreo de segunda-feira possa resultar em um rompimento do acordo.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: INDEPENDENT

ANÚNCIO