Fronteiras da Bielo-Rússia permanecem abertas apesar da ameaça de fechamento

ANÚNCIO

As fronteiras da Bielo-Rússia com a Polônia e a Lituânia permaneceram abertas na sexta-feira, apesar do presidente do país declarar que elas seriam fechadas e acusar as nações vizinhas de instigar quase seis semanas de protestos contra seus 26 anos de liderança autoritária.

O presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, disse na quinta-feira que estava colocando o exército em alerta máximo e fechando as fronteiras do país com a Lituânia e a Polônia.

ANÚNCIO

Lukashenko culpou os Estados Unidos e seus aliados por fomentar a agitação após sua reeleição esmagadora para um sexto mandato no mês passado, resultado que manifestantes na Bielo-Rússia dizem ter resultado de fraude eleitoral.

O presidente da Bielo-Rússia, Alexander Lukashenko gesticula enquanto discursa em um fórum de mulheres em Minsk, Bielo-Rússia, quinta-feira, 17 de setembro de 2020. A decisão do presidente Alexander Lukashenko de fechar as fronteiras com a Polônia e a Lituânia enfatiza sua afirmação repetida de que a onda massiva de protestos é impulsionada pelos Ocidente e vem em meio a críticas crescentes dos Estados Unidos e da União Europeia. (TUT.by via AP)

Somos forçados a retirar as tropas das ruas, colocar o exército em alerta máximo e fechar a fronteira do estado no oeste, principalmente com a Lituânia e a Polônia”, disse Lukashenko ao discursar em um fórum de mulheres, acrescentando que a fronteira da Bielo-Rússia com a Ucrânia também ser fortalecido.

Mas o Serviço Nacional de Guarda de Fronteira disse que todos os postos de controle de fronteira permaneceram abertos, embora tenha dito que os controles e inspeções foram reforçados.

ANÚNCIO

Fique por dentro: Pesquisadores da Bielorrússia descrevem fraude na eleição de 9 de agosto

Uma porta-voz da Guarda de Fronteira polonesa, Agnieszka Golias, disse que o tráfego na fronteira da Polônia com a Bielo-Rússia estava tão movimentado como sempre. As autoridades lituanas também não relataram alterações.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APNews

ANÚNCIO