Fechamento de fronteiras internas na Austrália devido a COVID-19

ANÚNCIO

Os australianos do sul foram avisados ​​para esperar que a fronteira com Victoria permaneça fechada “indefinidamente”, mesmo quando o estado estiver pronto para receber outros australianos.

Tentativa das autoridades em desacelerar a contaminação

A partir da meia-noite de amanhã, os residentes da Austrália do Sul e os viajantes essenciais serão as únicas pessoas autorizadas a atravessarem de Victoria.

ANÚNCIO

Mas os viajantes essenciais serão forçados a ficar em quarentena quando não estiverem trabalhando, usar máscaras em público e manter registros de seus movimentos.

O ministro da saúde da Austrália do Sul, Stephen Wade, disse que havia “uma preocupação crescente” com a disseminação do surto de coronavírus em Victoria.

“O maior risco de encontrar seu caminho no momento é através do povo vitoriano viajando para a Austrália do Sul”, ele falou.

ANÚNCIO

Situação das rodovias que ligam os estados

Existem 65 estradas – seladas e não seladas – que precisam ser controladas.

Foto: (reprodução/internet)

O comissário de polícia Grant Stevens disse que haverá postos de controle em “praticamente todas” as estradas, enquanto algumas serão fechadas.

Policiais extras patrulham a fronteira e o exército pode até ser chamado para ajudar.

“Eles estão sendo usados ​​em Nova Gales do Sul por suas restrições de fronteira e estamos vendo como eles estão fazendo isso”, disse Stevens.

As restrições de fronteira da Austrália do Sul com a NGS e o TCA devem ser relaxadas até 20 de julho.

Sobre as viagens internacionais

Enquanto isso, os viajantes internacionais também estarão sujeitos a novas limitações.

Stevens anunciou um limite de 1200 para chegadas do exterior para o estado.

Atualmente, o estado tem 527 chegadas em quarentena supervisionada, com o último grupo sendo 49 passageiros de Singapura nesta manhã.

Foto: (reprodução/internet)

Todas as chegadas continuarão a ser testadas para o vírus.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO