FDA concede aprovação total para uso de remdesivir antiviral para tratar COVID-19

ANÚNCIO

A Food and Drug Administration concedeu na quinta-feira a aprovação total ao medicamento antiviral remdesivir como tratamento para pacientes hospitalizados com COVID-19 , após autorização condicional concedida em maio.

Segundo a Gilead, foi o único tratamento específico para COVID-19 aprovado até agora sob um processo mais rigoroso.

ANÚNCIO

No entanto, outros tratamentos receberam autorização para uso emergencial, embora essa aprovação possa ser revogada assim que a emergência de saúde pública desencadeada pela pandemia do coronavírus terminar.

FDA concede aprovação total para uso de remdesivir antiviral para tratar COVID-19
Frasco de Remdesivir. (Ulrich Perrey / POOL / AFP)

Outros medicamentos, como o esteróide dexametasona, também estão sendo usados ​​no combate ao COVID-19.

As ações da Gilead na Bolsa de Valores de Nova York saltaram 4% logo após o anúncio.

ANÚNCIO

Saiba mais: Vacina COVID-19: Já estão testando injeções em crianças

A Europa e outros países como o Canadá também concederam aprovação temporária para o uso de remdesivir.

A droga inicialmente foi desenvolvida para tratar o Ebola, uma febre hemorrágica viral.

Veja também: Reguladores e especialistas dos EUA abordam questões polêmicas de estudos de vacinas

Remdesivir, que é administrado por injeção, foi um dos primeiros medicamentos a se mostrar relativamente promissor na redução do tempo de recuperação em alguns pacientes com coronavírus.

FDA concede aprovação total para uso de remdesivir antiviral para tratar COVID-19
Foto: (Reprodução/ Internet).

O medicamento é complexo de fabricar e é administrado por injeção, em vez de comprimido, houve dúvidas sobre se o suprimento poderia ser limitado inicialmente.

Fique por dentro: Será que algum dia chegaremos ao ‘Zero COVID-19’?

Mas sua eficácia na redução da taxa de mortalidade não foi comprovada.

Pode ser administrado a adultos e crianças com idade superior a 12 anos e peso superior a 40 quilos (88 libras) que necessitem de hospitalização para o tratamento de COVID-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO