Donald Trump, anuncia a liberação da prisão do ex-governador Rod Blagojevich

ANÚNCIO

Trump disse a repórteres da Joint Base Andrews que Blagojevich “cumpriu oito anos de prisão. E isso é muito tempo”.

Blagojevich era ex-governador de Illinois e fora retirado do cargo por acusações de tentar vender o cargo de senador de Barack Obama.

ANÚNCIO
Rod Blagojevich
Fonte: reprodução/internet

Trump sugeriu publicamente que usaria seus poderes de clemência para o democrata Blagojevich, em agosto. Mas ele enfrentou fortes críticas tanto por parte de alguns membros conservadores do Congresso, inclusive o de Illinois, quanto de alguns assessores da Casa Branca que disseram que isso não funcionaria bem.

Internamente, o esforço para perdoar ou comutar a sentença de Blagojevich foi defendido por seu conselheiro Jared Kushner, que liderou os esforços de reforma da justiça criminal do governo.

Blagojevich apareceu no reality show da NBC, “Celebrity Apprentice”,  em 2010, mas foi demitido pelo atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, antes da rodada final.

ANÚNCIO

O presidente disse aos repórteres que não conhece bem Blagojevich, mas viu sua esposa Patti Blagojevich pedindo por clemência na televisão.

Vinculando acusação de Blagojevich ao ex-diretor do FBI James Comey, um amigo próximo do ex-advogado dos EUA em Illinois Patrick Fitzgerald, que foi quem liderou a acusação contra Blagojevich.

“Foi uma ação judicial pelas mesmas pessoas, se referindo a Comey e Fitzpatrick,  do mesmo grupo”, disse Trump.

Ele disse que queria que Blagojevich pudesse ver sua família novamente depois de cumprir os oito anos de prisão.

Ele taxou a sentença de 14 anos de Blagojevich por acusações relacionadas à venda da cadeira no Senado do ex-presidente Barack Obama de “ridícula“.

Vários parlamentares republicanos expressaram suas preocupações em telefonemas para o chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, e o advogado da Casa Branca, Pat Cipollone. Dois republicanos, os representantes. Darin LaHood e Mike Bost, apelaram diretamente a Trump para não usar seus poderes de clemência em Blagojevich.

Em agosto, a Casa Branca já trabalhava há vários meses na verificação do caso de Blagojevich. O presidente levantou pela primeira vez em 2018.

Trump sugeriu em seus comentários públicos sobre o caso que ele acredita que Blagojevich estava simplesmente fazendo o que todos os políticos fazem.

“Eu acho que houveram vários outros políticos – a propósito, não sou um deles – que disseram coisas muito pior por telefone”, disse ele no ano passado.

Fonte: CNN

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

ANÚNCIO