Cientistas estão intrigados com relação a número estranho nos resultados da vacina Oxford-AstraZeneca

ANÚNCIO

Os resultados iniciais há muito esperados da Universidade de Oxford e os testes da vacina COVID-19 da AstraZeneca estão em andamento – e os especialistas estão intrigados com uma grande questão.

A manchete é que a vacina funciona. Oxford e AstraZeneca disseram que a vacina é 70% eficaz na proteção contra COVID-19.

ANÚNCIO

No entanto, esse número de 70% é uma média de dois números de eficácia de diferentes testes da injeção, um dos quais mostrou que a vacina é 90% eficaz. Agora, médicos e cientistas estão tentando entender o quão eficaz a injeção realmente é e como ela se compara às vacinas rivais.

Cientistas estão intrigados com relação a número estranho nos resultados da vacina Oxford-AstraZeneca
Foto: (Reprodução/ Internet)

Moderna e Pfizer relataram que suas vacinas são cerca de 95% eficazes na prevenção de COVID-19, embora cada ensaio avalie o número de forma diferente.

Saiba mais: A vacina Oxford AstraZeneca é agora um modificador global. Aqui está o porquê

ANÚNCIO

A vacina candidata Oxford-AstraZeneca é administrada a pessoas em duas doses, com pelo menos um mês de intervalo.

Explorando os detalhes

 

Cientistas estão intrigados com relação a número estranho nos resultados da vacina Oxford-AstraZeneca
Foto: (Reprodução/ Internet)

A equipe da Universidade de Oxford não sabe a razão exata para os diferentes números de eficácia, mas planeja investigá-la mais a fundo. 

Cerca de 2.741 participantes do teste receberam a versão com meia-força da injeção primeiro, e todos estavam no Reino Unido, disse a AstraZeneca.

Fique por dentro: Especialistas em saúde entram em conflito sobre o uso de certos medicamentos para COVID-19

Dr. Andrew Pollard, diretor do Oxford Vaccine Group, disse que os cientistas de Oxford pensaram originalmente que duas altas doses causariam a melhor resposta.

É provável que haja muita demanda por vacinas contra o Coronavírus

 

Cientistas estão intrigados com relação a número estranho nos resultados da vacina Oxford-AstraZeneca
Foto: (Reprodução/ Internet)

Vacinas diferentes têm características únicas e provavelmente serão usadas em locais e populações diferentes. 

Leia também: A terceira maior vacina COVID-19 mostrou-se eficaz e mais barata

Além disso, é provável que haja muito mais doses disponíveis da vacina Oxford-AstraZeneca do que da Moderna ou da Pfizer. A AstraZeneca disse que planeja fazer até 3 bilhões de doses no próximo ano.

Por enquanto, haverá demanda mais do que suficiente para qualquer uma das vacinas, disse o CEO da AstraZeneca, Pascal Soriot, na segunda-feira.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO