Biden culpa Trump pela violência no discurso de Pittsburgh

ANÚNCIO

Joe Biden está montando uma ofensa mais agressiva contra o presidente Donald Trump com uma rara aparição pública na segunda-feira, onde dirá que um segundo mandato para Trump significará mais violência nas ruas da América – não menos.

Leia também:  Manifestantes tentam abafar o discurso de Trump

“Alguém acredita que haverá menos violência na América se Donald Trump for reeleito?” Biden planeja dizer em um discurso de Pittsburgh.

ANÚNCIO

Precisamos de justiça na América. E precisamos de segurança na América. Estamos enfrentando várias crises – crises que, sob Donald Trump, continuam se multiplicando.

(AP Photo / Paul Vernon, Arquivo)

O discurso marca uma nova fase da campanha, à medida que Biden intensifica sua viagem depois de permanecer próximo de sua casa em Wilmington, Delaware, para evitar a disseminação do coronavírus.

Veja também: Trump ataca Biden e desafia a pandemia no palco da Casa Branca

E depois de centrar sua candidatura no tratamento incorreto de Trump com a pandemia, Biden está fazendo um esforço mais amplo para argumentar que os americanos não estarão seguros se ele ganhar a reeleição.

ANÚNCIO

É um esforço para amenizar a mensagem de “lei e ordem” de Trump, que o presidente está enfatizando à medida que alguns protestos contra a injustiça racial se tornaram violentos.

Fique por dentro: TikTok processa Trump por causa de sua ordem pendente para banir seu aplicativo

candidato democrata à presidência deve acusar Trump de há muito tempo ter perdido “qualquer liderança moral neste país. Ele não pode parar a violência – porque por anos ele a fomentou.

Biden está tentando declarar os protestos recentes como o problema do governo Trump. Trump e os republicanos estão destacando a violência nos protestos como exemplos de como o país será sob o governo Biden.

Foto: (Reprodução/ Internet).

Em Kenosha, Wisconsin, a Guarda Nacional foi implantada para reprimir manifestações em resposta a um tiroteio policial contra um homem negro que resultou em pilhagem, vandalismo e a morte de dois manifestantes a tiros.

Leia também:  Obama diz que o fracasso de Trump é “grave” em um ataque sem precedentes contra seu sucessor

E neste fim de semana, um dos apoiadores de Trump foi baleado em uma manifestação em Portland, Oregon, gerando vários tweets do próprio Trump, incluindo um domingo tarde acusando erroneamente Biden de não ter criticado os “agitadores” nos protestos.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: APnews

ANÚNCIO