Autoridades australianas adotam abordagem de cluster para conter coronavírus

SYDNEY – As autoridades australianas abrirão uma clínica pop-up de testes de coronavírus ao lado de Bondi Beach, em Sydney, na quarta-feira, enquanto os profissionais de saúde tentam conter grupos de infecções em todo o país.

Enquanto medidas rigorosas de bloqueio estão em vigor na Austrália, foram detectados surtos da doença em algumas comunidades, incluindo Bondi, que chegou às manchetes em março, quando milhares de pessoas foram vistas ignorando as regras de distanciamento social em sua praia mundialmente famosa.

A região vinícola de Barossa Valley, no sul da Austrália, fechou escolas e instalações nesta semana devido a um surto localizado, enquanto seis transportadores de bagagem que trabalham no aeroporto de Adelaide também testaram positivo para o COVID-19.

“Bondi é um daqueles lugares onde estamos vendo transmissão local e vimos casos entre mochileiros nos últimos dias”, disse o diretor de saúde de Nova Gales do Sul, Jeremy McAnulty, em Sydney, na quarta-feira.

As clínicas pop-up foram projetadas para acelerar os testes em uma área dedicada para ajudar as autoridades a conter a propagação da doença.

ANÚNCIO

New South Wales (NSW), o estado mais populoso do país, continua sendo o epicentro da doença na Austrália, respondendo por quase metade dos casos confirmados do país, que agora ultrapassam 4.500. Houve 20 mortes.

O premier da NSW, Gladys Berejiklian, disse na quarta-feira que havia sinais de que os números de casos de vírus no estado estavam se estabilizando.

“Não podemos soltar o pé, não podemos relaxar”, disse Berejiklian em Sydney.

“Não demora muito para as coisas ficarem fora de controle.”

A taxa de crescimento de novas infecções em todo o país diminuiu para pouco menos de 10% nos últimos três dias, de 25 a 30% há uma semana, aumentando as esperanças de que a Austrália esteja começando a “achatar a curva”.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

Fonte: NY Post.

ANÚNCIO