Ataques à embaixada americana no Iraque causa estragos e deixa criança ferida

ANÚNCIO

Os militares iraquianos disseram que um foguete apontado para a Zona Verde fortificada de Bagdá, sede da embaixada dos EUA, atingiu uma casa residencial e feriu uma criança.

Autoridades iraquianas disseram que o sistema de defesa aérea C-RAM, recentemente instalado pela embaixada, pode ter tentado interceptar o foguete, pois o sistema estava operando no final do sábado (horário local).

ANÚNCIO

Ataques em sequência

Uma onda recente de ataques com foguetes atingiu a Embaixada dos EUA e atacou tropas americanas nas bases iraquianas. Os funcionários falaram sob condição de anonimato, de acordo com os regulamentos.

Foto: (reprodução/internet)

O foguete foi lançado no final de sábado na área de Ali Al-Saleh, em Bagdá, e caiu ao lado de uma casa perto de um canal de TV local, informou o comunicado militar. Uma criança sofreu ferimentos na cabeça e a casa foi danificada.

As forças de segurança iraquianas dizem que também frustraram outro ataque ao norte de Bagdá, na área de Umm al-Azam, com o objetivo de atingir Camp Taji, uma base de treinamento usada pelas forças da coalizão liderada pelos EUA.

ANÚNCIO

Em março, dois americanos e um soldado britânico foram mortos após uma série de foguetes no acampamento de Taji.

Foto: (reprodução/internet)

Cobrança

O último aumento nos ataques ocorre pouco antes do Iraque iniciar negociações estratégicas com os EUA, nas quais a presença de forças americanas no país deve estar no topo da agenda.

Os EUA criticaram o governo federal do Iraque por não poder reinar em grupos de milícias apoiados pelo Irã que acredita estar orquestrando os ataques. O primeiro-ministro do Iraque, Mustafa al-Kadhimi, prometeu proteger as instalações americanas dos ataques, disseram autoridades americanas.

 

Traduzido e adaptado por equipe Saibama.is
Fonte: 9news.

ANÚNCIO