Assassinato de Adrian Ismay – Christopher Robinson considerado culpado

ANÚNCIO

Um homem de Belfast foi considerado culpado por assassinar um policial que morreu 11 dias depois que uma bomba explodiu sob sua van em 2016.

Adrian Ismay, 52, morreu no hospital depois de ter sido ferido na explosão perto de sua casa em Hillsborough Drive, no leste de Belfast.

ANÚNCIO

Christopher Robinson, 49, de Aspen Walk, negou o assassinato.

O juiz da corte de Belfast alega que Robinson estava intimamente envolvido com o assassinato.

Robinson também foi considerado culpado de possuir um dispositivo explosivo improvisado.

ANÚNCIO

O julgamento não-júri soube que Robinson conhecia sua vítima quando se voluntariaram juntos para a ambulância de St. John.

Falando após a decisão do juiz na sexta-feira, um dos detetives que investigou o caso disse esperar que a condenação proporcionasse conforto à esposa e três filhos de Ismay.

“Eles vão reviver o horror do que aconteceu”, disse o detetive Richard Campbell.

Fonte: BBC.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais.

ANÚNCIO