Arqueólogos descobrem rede oculta de aldeias amazônicas dispostas como faces de relógio

ANÚNCIO

Usando scanners remotos a laser montados em helicópteros, os arqueólogos foram capazes de perscrutar abaixo da copa da floresta da Amazônia, revelando os layouts e links de aldeias antigas dispostas como mostradores de relógio.

Embora essas chamadas aldeias montanhosas tenham sido localizadas antes, a nova tecnologia de levantamento revelou exatamente como elas foram organizadas em escala e os dados foram coletados sem a necessidade de trabalho laborioso e escavação no solo.

ANÚNCIO

As descobertas foram possíveis por meio da tecnologia de varredura LIDAR – a mesma técnica de detecção de profundidade de longa distância encontrada em várias formas em carros autônomos e até mesmo nos iPhones mais novos da Apple.

Arqueólogos descobrem rede oculta de aldeias amazônicas dispostas como faces de relógio
Foto: (Reprodução/ Internet)

Leia também: As ‘Estatuetas de Vênus’ da Idade da Pedra têm uma nova explicação e são surpreendentemente tocantes

Em vez de trabalhar de monte em monte, como já acontecia no passado, os pesquisadores puderam ver os layouts de aldeias inteiras e as conexões entre elas, por meio de um sensor RIEGL VUX-1 UAV LIDAR monitorando a floresta de cima.

ANÚNCIO

O significado dessa organização 

Arqueólogos descobrem rede oculta de aldeias amazônicas dispostas como faces de relógio
Foto: (Reprodução/ Internet)

As varreduras mostraram como as aldeias – construídas entre 1300-1700 dC – foram organizadas para representar modelos sociais muito específicos, sem hierarquia clara.

Entre 3 e 32 montes foram encontrados em cada local, com os próprios montes de até 3 metros (9,8 pés) em alguns casos, e estendendo-se por até 20 metros (65,6 pés) de comprimento. Uma investigação mais próxima no futuro deve ser capaz de revelar exatamente para que esses montes eram usados ​​- de casas a cemitérios.

Saiba mais: Encontraram no fundo de um lago da Lituânia um corpo de soldado medieval com suas armas

Estradas secundárias e principais longas e submersas com margens altas também foram descobertas pelo LIDAR, irradiando das aldeias montanhosas como raios de sol ou os ponteiros de um relógio. A maioria das aldeias apresentava duas estradas partindo para o norte e duas para o sul.

Considerações finais

Arqueólogos descobrem rede oculta de aldeias amazônicas dispostas como faces de relógio
Foto: (Reprodução/ Internet)

No total, os arqueólogos estudaram cerca de 36 aldeias, com algumas com apenas 2,5 quilômetros (1,6 milhas) de distância. Além de aldeias circulares e elípticas, os pesquisadores também as encontraram dispostas em uma forma mais retangular. 

Leia também: O derretimento do gelo revelou um acervo espetacular de antigos artefatos de caça na Noruega

A pesquisa preenche algumas lacunas em termos da história desta parte da floresta amazônica, o setor sudeste do estado do Acre no Brasil, que antes se pensava ser pouco habitada ao longo dos séculos.

No entanto, o trabalho é apenas preliminar: há muito mais a descobrir sobre esses assentamentos antigos bem arranjados, o que exigirá um olhar mais atento sobre esses montes de mostradores de relógio recém-descobertos e os artefatos que podem ser encontrados neles.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO