Aqui está o esconderijo mais seguro em um apocalipse zumbi, de acordo com pesquisas

ANÚNCIO

No caso de um apocalipse zumbi, é imperativo que você tenha um plano. Se você é influenciado pelo cinema, pode se arriscar e ir ao pub ou shopping center mais próximo para superar uma horda crescente de zumbis sedentos de sangue. 

Um shopping center comum está equipado com todas as comodidades importantes do primeiro mundo que desejamos. E se o mundo inteiro vai para o inferno de qualquer maneira, por que não passar os dias comendo fast food barato e experimentando roupas que você nunca seria capaz de comprar na vida real? E pelo menos em um pub você pode ficar completamente bêbado enquanto espera o inevitável. 

ANÚNCIO

Mas se seu objetivo final é sobreviver, nenhuma das opções é tão boa, a menos, é claro, que você consiga descobrir um pub ou shopping no meio do nada. 

Aqui está o esconderijo mais seguro em um apocalipse zumbi, de acordo com pesquisas
Foto: (Reprodução/ Internet).

Em 2015, em um esforço para entender melhor a propagação de doenças reais, uma equipe de estatísticos da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, modelou a propagação de uma praga zumbi fictícia viajando pelo território continental dos Estados Unidos.

Seus resultados indicaram que o melhor lugar para evitar a infecção é em locais remotos e pouco povoados.

ANÚNCIO

Saiba mais: Microsoft derruba rede global de bots zumbis

Os autores explicaram que  as Montanhas Rochosas do Norte – provavelmente em algum lugar em Montana ou no Canadá – seriam o melhor lugar para se esconder.

Aparentemente, um surto de zumbis em grande escala na cidade de Nova York pode levar um mês ou mais para chegar ao interior do estado de Nova York, devido à distância geográfica e uma taxa de infecção cada vez menor, o que significa que você teria um tempo razoável para planejar sua fuga para as varas. 

A simulação

Aqui está o esconderijo mais seguro em um apocalipse zumbi, de acordo com pesquisas
Foto: (Reprodução/ Internet).

A simulação teve que representar uma população de cerca de 300 milhões de pessoas, com cada pessoa presumivelmente em um dos quatro estados: humano, infectado, zumbi e zumbi morto.

Ele rastreou a propagação da epidemia modelando as interações aleatórias entre essas pessoas – por exemplo, mordidas de zumbis levando à infecção e humanos matando zumbis, retardando a disseminação. No final, os pesquisadores conseguiram localizar os locais onde a doença demoraria mais para chegar

Leia também: Julho de 2020 pode ter sido o mês mais mortal de todos os tempos para os jovens americanos

Mesmo com esconderijos ideais, no entanto, as perspectivas para os norte americanos são muito ruins, caso uma praga de zumbis realmente se materialize. 

Pode parecer um pouco idiota simular um surto de zumbis, mas o Pentágono dos Estados Unidos e os Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos usaram cenários de surto de zumbis para ajudar a desenvolver programas de treinamento para preparação para desastres.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO