A primeira pessoa a ser curada do HIV nos deixou, por conta do câncer

ANÚNCIO

A primeira pessoa a ser curada do HIV, Timothy Ray Brown – conhecido como o “Paciente de Berlim” – morreu de câncer, anunciou quarta-feira a International AIDS Society (IAS)

Brown fez história na medicina e se tornou um símbolo de esperança para dezenas de milhões de pessoas que viviam com o vírus que causa a AIDS quando ele foi curado, há mais de uma década.

ANÚNCIO

Ele estava convivendo com uma recorrência de leucemia há vários meses e recebeu cuidados paliativos em sua casa em Palm Springs, Califórnia.

main article image
Timothy Ray Brown em 2012. (T. J. Kirkpatrick/Getty Images via AFP)

Brown foi diagnosticado com HIV enquanto estudava em Berlim em 1995. Uma década depois, ele foi diagnosticado com leucemia, um câncer que afeta o sangue e a medula óssea.

Para tratar sua leucemia, seu médico da Universidade Livre de Berlim usou um transplante de células- tronco de um doador que tinha uma mutação genética rara que lhe deu resistência natural ao HIV, na esperança de eliminar ambas as doenças.

ANÚNCIO

Leia também: Recém-criado, Enzyme Hybrid é seis vezes melhor para devorar plástico

Foram necessários dois procedimentos dolorosos e perigosos, mas foi um sucesso: em 2008, Brown foi declarado livre das duas doenças e foi inicialmente apelidado de “o paciente de Berlim” em uma conferência médica para preservar seu anonimato.

Dois anos depois, ele decidiu quebrar o silêncio e se tornar uma figura pública, dando palestras e entrevistas e começando sua própria fundação.

Veja também: Cientistas descobrem o que acontece em nossos cérebros quando fazemos uma ‘suposição fundamentada’

“Sou a prova viva de que pode haver cura para a AIDS”, disse ele à AFP em 2012. “É maravilhoso estar curado do HIV”.

Um campeão, venceu uma doença “incurável”

Dez anos após a cura de Brown, um segundo paciente com HIV – apelidado de “o Paciente de Londres” – revelou estar em remissão 19 meses após passar por um procedimento semelhante.

Jovens de 15 a 24 anos são os que mais contraem HIV em Passo Fundo - Rádio  Uirapuru
Foto: (Reprodução/ Internet).

O paciente, Adam Castillejo, está atualmente livre do HIV. Em agosto, foi relatado que uma mulher da Califórnia não tinha vestígios de HIV, apesar de não usar tratamento anti-retroviral.

Leia também: Este adesivo experimental pode verificar sem dor seus níveis de glicose, dizem os cientistas

Acredita-se que ela seja a primeira pessoa a ser curada do HIV sem passar pelo arriscado tratamento da medula óssea.

Sharon Lewin, presidente eleito do IAS e diretor do Doherty Institute em Melbourne, Austrália, elogiou Brown como um “campeão e defensor” de uma cura para o HIV.

É a esperança da comunidade científica que um dia possamos honrar seu legado com uma estratégia segura, econômica e amplamente acessível para alcançar a remissão do HIV e curas usando edição de genes ou técnicas que aumentam o controle imunológico“, disse ela.

© Agence France-Presse

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: ScienceAlert

ANÚNCIO