A Espanha ainda está se recuperando de sua pior tempestade de neve em 50 anos

ANÚNCIO

A Espanha ainda está se recuperando depois que a maior tempestade de neve que atingiu o país mediterrâneo em 50 anos atingiu a capital, Madri, e regiões vizinhas no fim de semana, interrompendo o trânsito e os esforços para distribuir vacinas contra o coronavírus, e causando pelo menos quatro mortes.

A maior parte da tempestade de neve Filomena começou a cair na noite de sexta-feira e deixou 20 polegadas na capital e nas províncias vizinhas no final do sábado.

ANÚNCIO

O serviço ferroviário em algumas áreas foi suspenso, e o New York Times relatou que 12.500 milhas de estradas foram fechadas ou interrompidas. Bombeiros, militares e equipes de emergência trabalharam para limpar as pistas e estradas de sexta a sábado, libertando mais de 1.500 pessoas presas em seus carros em baixas temperaturas.

A Espanha ainda está se recuperando de sua pior tempestade de neve em 50 anos
Foto: (Reprodução/ Internet).

Embora centenas de estradas tenham sido desobstruídas no domingo e os voos de saída tenham retomado no aeroporto de Madrid-Barajas. As estradas em partes do país ainda estavam em grande parte bloqueadas, e as autoridades alertaram que o país ainda não estava limpo.

Consequências da tempestade de neve

Quatro pessoas morreram em consequência da tempestade. Duas pessoas em situação de rua morreram por exposição – uma perto de Madrid e outra em Calatayud, uma cidade localizada no nordeste do país. Uma mulher e um homem também morreram afogados depois que seu carro foi levado pela enchente quando um rio estourou perto da cidade de Málaga, no sul.

ANÚNCIO

Veja também: As compras online explodiram na pandemia. E as embalagens dos produtos nesse processo?

As autoridades governamentais alertaram no domingo as pessoas para ficarem fora das estradas o máximo possível, dizendo que embora todos os presos em seus veículos tenham sido resgatados, muitos veículos abandonados permaneceram nas estradas.

Muitos espanhóis aproveitaram a neve para se divertir no inverno. Nas redes sociais, cenas de espanhóis nas ruas, envolvidos alegremente em lutas de bolas de neve em massa circularam, confira no vídeo abaixo:

O que está por trás da neve histórica da Espanha?

Embora os relatórios espanhóis previssem neve, poucos esperavam que seria tão intensa.

Rubén del Campo, porta-voz do escritório meteorológico do governo da Espanha, Aemet, disse a repórteres que “provavelmente você teria que olhar para trás, para os anos 1970, para ver se havia nevascas de magnitude semelhante na capital e nos arredores”.

Leia também: O derretimento da neve da Antártica está revelando os restos preservados de pinguins de 800 anos

Pode ser incrivelmente difícil apontar exatamente qual combinação de fatores produziu este (ou qualquer) evento climático extremo, mas os especialistas com quem conversei disseram que a queda de neve histórica de Filomena pode ter acontecido porque altos níveis de umidade combinados com temperaturas perfeitas para neve, em apenas a hora certa.

Em geral, quanto mais quente o ar, mais umidade ele pode reter, aumentando o potencial de precipitação. É possível que o ar antes de Filomena contivesse mais umidade e depois atendesse às “ condições Goldilocks ” de cerca de 28 ° F a 32 ° F, que é necessário para a queda de neve grudar na superfície da Terra.

Traduzido e adaptado por equipe Saibamais

Fonte: Vox e Flipboard

ANÚNCIO